Bahia Pesca doa equipamentos e cadastra pescadores de Itiúba

A Bahia Pesca em parceria com a prefeitura de Itiúba realiza encontro com os pescadores e piscicultores.

A Bahia Pesca em parceria com a prefeitura de Itiúba realiza encontro com os pescadores e piscicultores.

Nos próximos dias 9 e 10 de maio de 2016, (segunda e terça-feira), a Bahia Pesca, vinculada à Secretaria da Agricultura (Seagri), em parceria com a prefeitura de Itiúba (a 377 km de Salvador), vai realizar um encontro com os pescadores e piscicultores do município do semiárido baiano. Dentre as ações que serão desenvolvidas na Colônia de Pescadores Z-69, acontecerá apresentação de projeto de piscicultura em sistema de condomínio; a doação de 50 bolsões de alevinos (estrutura de PVC que serve como berçário para os peixes); cadastramento dos profissionais no CadCidadão e emissão de DAPs (Declaração de Aptidão ao Pronaf), documento emitido pela Bahia Pesca.

“A apresentação sobre sistema de condomínio vai agregar conhecimento teórico, enquanto o cadastramento no CadCidadão e a doação dos bolsões de alevinos trazem melhorias práticas para a qualidade de vida dos beneficiados. Estes 50 bolsões serão de fundamental importância para o incremento da piscicultura na região”, explica o presidente da Bahia Pesca, Dernival Oliveira Júnior. O evento terá início às 13h30 do dia 9, com a apresentação do projeto, seguida da entrega dos bolsões.

Condomínio reduz custos de produção

“Uma vez que a criação de peixes em tanques-rede requer um alto investimento financeiro, o sistema de condomínio surge como solução para viabilizar esta atividade aos pequenos produtores. Todas as etapas envolvidas para a produção podem ser compartilhadas no sistema de condomínio, gerando a redução de custos e otimizando a logística utilizada”, esclarece o técnico da Bahia Pesca, Antônio Laborda. Além do fator econômico, o sistema ajuda a aproveitar integralmente os recursos hídricos e a fomentar a formação associativa de produtores rurais.

O projeto da Bahia Pesca prevê que cada piscicultor seja responsável por uma unidade de produção contendo seis tanques rede. Um condomínio contém dez unidades de produção.  “Desta forma, cada família gerenciará uma unidade com capacidade de produção superior a oito mil quilos de peixe por ano”, complementa Laborda.

Programas sociais e de crédito

Já na terça-feira (10), cerca de 200 pescadores e piscicultores de Itiúba serão cadastrados no CadCidadão, sistema que registra a situação social e econômica dos profissionais e encaminha-os para programas sociais e de crédito dos governos federal e estadual. O cadastro no sistema é imprescindível para que os profissionais obtenham a Declaração de Aptidão ao Pronaf (DAP), documento emitido pela Bahia Pesca indispensável para acesso a políticas públicas como o Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), o Programa de Aquisição de Alimentos e o de Habitação Rural.

“Quem se cadastra no CadCidadão conta ainda com outros benefícios, como acesso à tarifas sociais de energia da Coelba (descontos de até 100%). Desde 2013 a empresa já cadastrou quase 18 mil pescadores e aquicultores no programa”, acrescenta a coordenadora de promoção social da Bahia Pesca, Eliana Carla Ramos.

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br