Bahia celebra 15 anos livre da aftosa com vacinação durante lançamento da campanha no Extremo Sul

A Segri e a Adab anunciam que vão melhorar o serviço ao criador que poderá declarar a vacinação via internet, na próxima etapa da campanha, em novembro de 2015.

A Segri e a Adab anunciam que vão melhorar o serviço ao criador que poderá declarar a vacinação via internet, na próxima etapa da campanha, em novembro de 2016.

Os 15 anos do reconhecimento internacional da Bahia como livre de febre aftosa com vacinação foram comemorados durante o evento de lançamento oficial da campanha, na sexta-feira (06/05/2016), no espaço Kaikan, em Teixeira de Freitas. Mesmo com os problemas enfrentados pela falta de chuva na região, criadores comparecem e apoiam a Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab), vinculada à Secretaria da Agricultura (Seagri), vacinando os animais em prol da sanidade animal do estado. “A meta é vacinar 96% dos cerca de 11 milhões de bovídeos na Bahia e a expectativa é que a regional de Teixeira de Freitas vacine 98% dos animais”, projetou o secretário da Agricultura, Vitor Bonfim.

A coordenadoria regional da ADAB de Teixeira de Freitas está entre os melhores resultados do Estado, com 97,22% obtidos em novembro de 2015 e acredita-se que a região influencie diretamente no índice baiano, por ter o maior rebanho regional e os três maiores rebanhos municipais, Itamaraju (183.962), Guaratinga (152.763) e Itanhém (149.940).

O impacto negativo de uma enfermidade como a febre aftosa em um país como o Brasil é em torno de US$ 7 bilhões/ano. Diante d isso, o diretor-geral da ADAB, Oziel Oliveira, reforça que é importante vacinar perante os prejuízos socioeconômicos gerados com a constatação da doença. “A aftosa não afeta só os criadores e pecuaristas com o fechamento de marcado, atinge os agricultores, a exemplo da fruticultura e dos grãos, que deixam de exportar. Por isso, devemos continuar vacinando e declarando, sempre em busca da manutenção dos índices vacinais acima de 90%, mínimo exigido pela OIE”, explicou Oziel, lembrando que a intenção é sempre salvaguardar a pecuária baiana, garantindo condições necessárias para que o criador possa cumprir com o seu papel sem prejuízos.

O secretário Vitor Bonfim disse que, apesar das dificuldades econômicas enfrentadas por todos os setores produtivos do País, a agropecuária vem respondendo satisfatoriamente com estabilidade do setor e na manutenção de emprego e da renda. “Mas estamos aqui para celebrar as conquistas da Defesa Agropecuária, que completa 15 anos do reconhecimento internacional de livre de febre aftosa com vacinação, e unir esforços no combate à doença”, completou. O secretário ressaltou a importância de incentivar os criadores a investir mais na pecuária dando à Bahia posição de destaque no cenário agropecuário nacional, destacando que o Estado caiu de 5º para 7º maior rebanho do Brasil.

O prefeito de Teixeira de Freitas, João Bosco Bittencourt, por meio da secretaria de agricultura, apoiou a realização do evento, reforçou a necessidade de recuperação dos mananciais dos rios pelos criadores, muitas vezes destruídas pela pastagem do gado, como forma de reduzir os impactos da seca no município.

Representando o superintendente federal da Agricultura na Bahia (SFA-BA/MAPA), João Carlos Bacelar, o fiscal federal agropecuário, Edson Kimo, coparceiro da vacinação e participativa dos criadores, Agência Estadual de Defesa Agropecuária e Ministério da Agricultura, bem como o deputado estadual, Robinho, e os servidores da ADAB de Teixeira de Freitas que, direta ou indiretamente, trabalharam na manutenção do Status de Livre de Febre Aftosa com Vacinação.

O evento foi encerrado com a tradicional vacinação simbólica pelas autoridades, desta vez de uma vaca mestiça. A vacinação contra aftosa acontece em duas etapas, em maio e novembro, de acordo com o cronograma do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). Nesta primeira etapa todos os bovinos e bubalinos do estado precisam ser vacinados, independente da faixa etária.

Declaração via internet

O governo do Estado está trabalhando para melhor atender os criadores. A partir da próxima etapa de vacinação, realizada em novembro deste ano, a ADAB vai possibilitar a declaração via internet. Ou seja, o criador poderá confirmar a aplicação das vacinas do computador da propriedade ou de casa, bem como atualizar cadastro e rebanho. A ação gera maior conforto, comodidade e confiabilidade ao Sistema de Defesa Agropecuária da Bahia e é resultado do comprometimento dos produtores com a pecuária baiana, que tem a sanidade animal como base para o desenvolvimento sustentável da atividade, informa o diretor de Defesa Sanitária Animal, Rui Leal.

A ADAB continua trabalhando, por meio de políticas públicas, para cumprir o compromisso firmado com o Brasil na erradicação da doença até 2020, em todos os países do continente Americano, conforme consta no Programa Hemisférico de Erradicação da Febre Aftosa (PHEFA).

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br