Adotar hábitos saudáveis ainda é a melhor medida contra a hipertensão arterial

Adotar hábitos saudáveis ainda é a melhor medida contra a hipertensão arterial.

Adotar hábitos saudáveis ainda é a melhor medida contra a hipertensão arterial.

Atinge entre 25% e 30% da população brasileira adulta, chegando a mais de 50% após os 60 anos. É responsável por 40% dos infartos, 80% dos derrames e 25% dos casos de insuficiência renal terminal no país. São estatísticas como essas que evidenciam a importância de se cuidar para evitar a hipertensão arterial, e que também são justificativas para ter sido instituído o “Dia Nacional de Prevenção e Combate à Hipertensão Arterial, celebrado nesta terça-feira (26/04/2016).

De acordo com o cardiologista Cláudio Rocha, a hipertensão é diagnosticada quando o paciente apresenta, de forma sistemática, uma pressão arterial igual ou superior a 14 por 9. “Sintomas como dor de cabeça, tonturas, desmaios e dor no peito podem ser sinais da hipertensão. Porém, na maioria dos casos a doença é silenciosa e esse é o grande perigo”, alerta.

São considerados fatores de risco o aumento de peso, o sedentarismo, consumo exagerado de álcool e ingestão frequente de alimentos com muito sal. “Para evitar a doença o ideal é ingerir de 4 a 6 gramas de sal por dia. Praticar atividade física regularmente, controlar o peso e evitar o uso exacerbado de álcool também são medidas importantes para evitar problemas cardiovasculares”, explica o especialista.

Por conta dos hábitos da vida moderna, como trabalhar demais e se cuidar de menos, cada vez mais jovens são diagnosticados com hipertensão. Segundo dr. Cláudio Rocha os costumes alimentares de cada região também interferem e muito na incidência da doença. “No Nordeste, por exemplo, as pessoas costumam ingerir muitas carnes conservadas com sal”, lembra.

Outro fator preocupante da hipertensão é que ela, no geral, é uma doença sem cura. É possível controlar a pressão arterial com medicamentos e adoção de hábitos saudáveis. Somente quando ela é secundária a alguma patologia, como doença renal, obesidade mórbida, por exemplo, a hipertensão pode ser resolvida, tratando-se esses fatores.

Para garantir a saúde do coração, os especialistas são unânimes. “Medir a pressão arterial, fazer exercícios físicos aeróbicos, controlar o peso, a alimentação, e visitar o médico periodicamente, são hábitos que reduzem os riscos das doenças cardiovasculares, incluindo a hipertensão”, explicou Rocha.

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br