Admitir impeachment de Dilma Rousseff é golpe, reafirma senador Vanessa Grazziotin

Líder do PCdoB, Vanessa Vanessa Grazziotin disse ser inevitável associar a admissão do impeachment a golpe.

Líder do PCdoB, Vanessa Vanessa Grazziotin disse ser inevitável associar a admissão do impeachment a golpe.

O que está sendo julgado não é um crime contra o Orçamento, mas um modelo de governo que, pela primeira vez, privilegiou o trabalhador brasileiro”, afirmou Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM), ao repudiar a abertura de processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff.

Líder do PCdoB, Vanessa Vanessa Grazziotin disse ser inevitável associar a admissão do impeachment a golpe.

— Será sempre caracterizado como golpe. No que pese o impeachment ser um instituto legal e  constitucional, quando não vem recheado com o crime perfeitamente demonstrado deixa de ser impeachment e passa a ser golpe — afirmou.

Para ela, a falta de base jurídica na denúncia contra a presidente da República confirma a intenção de golpe.

— Estamos diante de um colégio eleitoral de exceção. Estamos diante de uma denúncia que veio da sede nacional de um partido, o PSDB, e quem denuncia, relata o processo — protestou.

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br