A história se repete

O segundo golpe – o da farsa - é o que ocorre atualmente, quando um plenário duvidoso caça 54 milhões de votos com a finalidade de “safar” políticos corruptos.

O segundo golpe – o da farsa – é o que ocorre atualmente, quando um plenário duvidoso caça 54 milhões de votos com a finalidade de “safar” políticos corruptos.

“A história se repete pelo menos duas vezes”, disse Hegel, filósofo alemão. Karl Marx acrescentou: “a primeira vez como tragédia e a segunda como farsa.” Frase escrita no livro “O 18 Brumário de Luis Bonaparte” (K. Max), livro escrito entre dezembro de 1851 e março de 1852.

Essa frase se adéqua classicamente na história política do Brasil de hoje. O primeiro golpe foi o de 1964, onde João Goulart foi destituído do cargo e deu inicio a ditadura militar que perdurou por 21 anos de terror. Com a criação do AI 5 – Ato Institucional número 5 – a tortura foi legalizada abolindo o “habeas corpus” aos presos políticos. Vidas foram ceifadas; famílias destruídas!

O segundo golpe – o da farsa – é o que ocorre atualmente, quando um plenário duvidoso com a real finalidade de “safar” políticos corruptos da direita branca, que querem o fim da operação Lava Jato, operação esta que complicaria a vida de grande parte do PMDB e PSDB entre outros, caça não só a Presidente Dilma Rousseff, como também 54 milhões de votos democraticamente digitados nas urnas.

Este golpe tem como patrocinadores as Organizações Globo de Comunicação dos irmãos Marinho, a direita derrotada nas urnas e com conivência do STF.

Segundo Putin, Presidente da Rússia, os Estados Unidos da América também patrocinam o golpe atual, uma vez que apoiaram o golpe de 1964 e sempre tiveram interesse em tomar nossas jazidas petrolíferas, a Petrobrás e outras riquezas.

O golpe da farsa não foi só contra o Estado de Direito e a Democracia, mas, principalmente, contra os mais de 54 milhões de brasileiros que colocaram no poder aquela que escolheram para governar o país, e foram transformados em palhaços por um Parlamento desprezível, na sua maioria composto por pessoas sombrias e de caráter venal.

O golpe também não foi só contra o MIC, a cultura e a arte, mas contra as cotas nas universidades, contra os que usam o PROUNI, FIES e tudo o que venha favorecer a inclusão dos negros e menos favorecidos.

Foi contra aqueles de baixa renda que saíram da linha da miséria e passaram a ter uma vida menos indigna; contra o programa Minha Casa Minha Vida, Bolsa Família e diversos outros programas sociais.

Também foi contra os trabalhadores que perdem direitos historicamente adquiridos e a tendência é perder o FGTS, com a provável lei de livre negociação empregado x empregador. Não sabem eles que esta bonificação aquece o comércio, indústria e gera empregos e impostos.

O golpe da farsa, criado para salvar alguns corruptos de direita, foi para desmontar não só o governo Dilma, mas também para voltar à era das privatizações; voltar ao poder aqueles já conhecidos políticos profissionais, apegados ao poder e que administra na base de tudo pelo voto e por sua (dele) conta no exterior.

“Que ninguém volte a se abrigar debaixo das pontes”.

Sobre o autor

Alberto Peixoto
Antonio Alberto de Oliveira Peixoto, nasceu em Feira de Santana, em 3 de setembro de 1950, é Bacharel em Administração de Empresas pela UNIFACS, e funcionário público lotado na Secretaria da Fazenda do Estado da Bahia, atua como articulista do Jornal Grande Bahia, escrevendo semanalmente, é escritor e tem entre as obras publicadas os livros de contos: 'Estórias que Deus Duvida', 'O Enterro da Sogra, 'Único Espermatozoide', 'Dasdores a Difícil Vida Fácil', participou da coletânea 'Bahia de Todos em Contos', Vol. III, através da editora Òmnira. Também atua incentivador da cultura nordestina, sendo conselheiro da Fundação Òmnira de Assistência Cultural e Comunitária, realizando atividades em favor de comunidades carentes de Salvador, Feira de Santana e Santo Antonio de Jesus. É Membro da Academia de Letras do Recôncavo (ALER), ocupando a cadeira de número 26. Saiba mais visitando: http://www.albertopeixoto.com.br