Vereador David Neto critica falta de segurança pública em Feira de Santana

David Evangelista Leite Neto (David Neto).

David Evangelista Leite Neto (David Neto).

Durante pronunciamento na sessão ordinária desta segunda-feira (11/04/2016), o vereador David Neto (DEM) falou sobre a realização de sessões solenes da Câmara Municipal de Feira de Santana. Ainda no uso da tribuna, ele comentou a falta de segurança pública no município.

“Gostaria de parabenizar esta Casa, bem como o presidente Ronny, pela iniciativa de realizar sessões solenes em blocos, homenageando mais de uma pessoa em apenas uma sessão, pois são muitos os homenageados. O presidente ouviu nossas sugestões”, parabenizou.

Na sequência, David tratou sobre a segurança pública no município. Segundo ele, o Governo do Estado precisa fazer maiores investimentos para reduzir os índices de criminalidades, principalmente em bairros adjacentes à Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs). “Quero parabenizar alguns programas de rádio, como o Ronda Policial e aqueles ancorados por Dilton Coutinho e Carlos Lima. Estes programas nos trazem a notícia em primeira mão. Quando houve o assalto a um ônibus, na semana passada, na BR-16 Norte, Dilton Coutinho falou que a segurança está deixando a desejar”, lembrou.

Em sua opinião, depois da desativação do posto da Polícia Rodoviária Federal em frente à Uefs a violência naquela região aumentou. “Aquele posto intimidava os meliantes daquelas localidades. A PRF disse que está fazendo rondas à noite, mas se estivesse acontecendo não tinham tantos assaltos. Está havendo um desleixo da PRF de Feira de Santana e da segurança pública estadual”, pontuou.

Ainda com relação à segurança, David Neto elogiou o trabalho realizado em Feira de Santana pelo major Lobão, da Polícia Militar. “É um grande homem, que realiza um grande trabalho na PM da nossa cidade. Porém, não há viaturas, motos, contingente e armamentos suficientes para oferecer uma segurança de qualidade ao nosso município. Pelo pouco que tem, faz um bom trabalho, inclusive os acusados de assalto ao ônibus que citei, ele já sabe quem são e onde moram”, informou.

Em aparte, o vereador Edvaldo Lima (PP) parabenizou o colega pelo discurso e lembrou que o ex-prefeito Tarcízio Pimenta fez um convênio com o Governo do Estado, onde cedeu viaturas à PM para que fosse intensificado o trabalho de segurança pública nos distritos de Feira. “Ronaldo, no quarto mandato, não oferece segurança aos distritos. Não é falta de dinheiro, porque se fosse isso não gastaria R$ 5 milhões para a realização da Micareta, enquanto a saúde, educação e segurança não têm nada”, disse.

Em resposta a Edvaldo, David afirmou que segurança pública é dever do Estado e que o Município tem responsabilidade com a Guarda Municipal. “Às vezes, quando pode, nosso prefeito faz doação de viaturas e motos para a PM”, disse.

Também em aparte, o líder do Governo na Casa, vereador José Carneiro Rocha (PSDB), afirmou que novamente o colega Edvaldo Lima confundiu Tratado de Tordesilhas com tarado atrás das ilhas. “É dever do Estado fornecer viaturas para a segurança. Mas, o Governo do Estado está deixando faltar até merenda escolar no Colégio Godofredo Filho. Mas, este governador já está ‘voando’, porque ACM Neto vem ai”, disse.

De volta com a palavra, David Neto disse que não quer mais que Feira de Santana ganhe má fama na imprensa nacional em virtude da violência, como já aconteceu. “Hoje em dia até melhorou, mas se a violência continuar como está vai voltar tudo. Acredito que logo logo a PM vai combater essa violência e o prefeito também vai requerer do secretário de Segurança Pública melhorias. Quero aqui pedir que os deputados e coronéis parem de investir em informatização e invistam no homem, melhorando as condições de trabalho”, sugeriu.

Participando do debate, o petista Beldes Ramos lembrou que há poucos dias houve reunião entre o secretário estadual de Segurança Pública, coronéis e majores, com o objetivo de exterminar a violência em Feira de Santana. “É preciso um trabalho de inteligência, para exterminar a violência em nossa cidade. É preciso exterminar os grandões do tráfico, pois através dele cresce a violência. Caso contrário, nunca acabarão os crimes em nossa cidade”, avaliou.

Finalizando o debate, David Neto pediu colaboração dos moradores dos bairros adjacentes da Uefs. “Se está havendo rondas por estes dias, certamente, em dez dias elas não vão mais existir. É preciso que haja um ponto de apoio da polícia no combate à violência. A população deve se manifestar também”.

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br