Servidores de Madre de Deus entram com representação no MP contra prefeito Jeferson Andrade por descumprimento da Lei Orgânica Municipal

Prefeito de Madre de Deus, Jeferson Andrade Batista.

Prefeito de Madre de Deus, Jeferson Andrade Batista.

O Sindicato dos Servidores de Madre de Deus entraram com uma representação pública no Ministério Público do  Estado da Bahia contra o prefeito da cidade, Jeferson Andrade (PP). O Gestor teve notoriedade recentemente por gastar R$ 5 milhões dos cofres públicos com a festa MadreVerão.

“A Lei Orgânica do Município garante um acréscimo da sexta parte do salário ao servidor público com mais de vinte anos de carreira. Já tentamos várias reuniões com o prefeito para exigir o cumprimento da Lei Orgânica do Município. Diante da insistência em não cumprir o que determina a legislação; entramos com essa representação no Ministério Público do Estado da Bahia”, afirma Amilton de Oliveira Pereira, presidente do SINDIMADRE.

O prefeito Jeferson Andrade está sendo alvo de investigação do TCM devido aos gastos com a MadreVerão.

De acordo com o Tribunal de Contas dos Municípios  do mês de novembro de 2015, o orçamento mensal da Prefeitura de Madre de Deus é de cerca de R$ 16 milhões. Segundo o site da prefeitura, a cidade tem uma área total de 11,141 Km2  e 18 mil habitantes.

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br