Sebrae cria Rede de Educação Empreendedora em Feira de Santana

Sebrae cria Rede de Educação Empreendedora.

Sebrae cria Rede de Educação Empreendedora.

Com a proposta de estimular a oferta de conteúdos de empreendedorismo em diferentes níveis de ensino, o Sebrae de Feira de Santana promoveu, nesta segunda-feira, (25/04/2016), um encontro com professores de instituições públicas e privadas de ensino superior do município. A reunião, realizada na sede da unidade regional, discutiu estratégias de ação para desenvolver o empreendedorismo no meio acadêmico e marcou a criação da Rede de Educação Empreendedora de Feira de Santana, uma parceria entre o Sebrae e as Instituições de Ensino Superior – IES para realização de palestras, capacitações para aplicação de conteúdo em sala de aula e apoio a eventos voltados ao tema.

A iniciativa faz parte do Programa Nacional de Educação Empreendedora – PNEE, que trabalha soluções educacionais para o desenvolvimento de competências empreendedoras, possibilitando a inserção sustentável dos estudantes no mercado do trabalho. Esta conquista se dá através da capacitação dos professores dos níveis de ensino fundamental, médio, técnico e superior, que repassam os conteúdos para os jovens, potenciais empreendedores. É a ampliação e disseminação da educação empreendedora por meio da oferta de conteúdos de empreendedorismo nos currículos.

“Vivemos hoje um importante momento com as instituições de ensino de Feira fundando esta rede, que tende a se expandir para a região. Hoje nós também já fechamos um plano de trabalho, um calendário de atividades para o ano. Demos um grande passo”, destaca o gerente regional do Sebrae, Isailton Reis.

O plano de ação do grupo para o ano de 2016, em Feira de Santana, compreende: palestra com o tema “Empreendedorismo em Dois Tempos”, abordando diferentes formas de atuação frente à vida e ao mercado de trabalho; lançamento do Desafio Universitário Empreendedor, competição nacional de caráter educacional, na qual o jovem é estimulado a desenvolver capacidades empreendedoras por meio de jogos, palestras e cursos on-line; capacitação para professores da disciplina Empreendedorismo, que farão a abordagem do tema aos estudantes; e o Simpósio Para Lideranças Universitárias, dentro da Semana Global do Empreendedorismo, que terá por objetivo estimular o relacionamento do Sebrae com lideranças universitárias para fomento de conteúdos de empreendedorismo no meio acadêmico.

Segundo Ângelo Nola, engenheiro e professor da Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS), o empreendedorismo é fundamental para o desenvolvimento econômico e social do país, e é um diferencial que precisa ser mais estimulado em sala de aula. “Pesquisas recentes apontam que os estudantes não se sentem capacitados para empreendedorismo. Então, ofertar isso já na educação formal é um indicativo forte de que eles podem de fato empreender e, mais que isso, serem bem sucedidos”, considera.

Para Ângelo, a rede é uma grande oportunidade dos professores de diferentes instituições se envolverem na iniciativa, trocarem experiências e trabalharem juntos nessa proposta. “Eu acho que este grupo tem grandes chances de dar certo, principalmente pelo fomento e complementação de capacidades. Esse diálogo entre as instituições vai permitir que a gente consiga de fato adensar esse sistema de educação e aumentar o número de estudantes que possam ser eventualmente capacitados”, conclui.·.

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br