Projeto vai fomentar produção de queijos à base de leite de cabra na Bahia

Caprinocultores apresentam projeto em reunião.

Caprinocultores apresentam projeto em reunião.

Os primeiros queijos finos de cabra baianos, devidamente certificados, produzidos conforme as normas sanitárias exigidas pela Agência de Defesa Fitossanitária da Bahia (Adab), vinculada à Secretaria da Agricultura (Seagri), serão apresentados na EXPOVALE 2016, em Juazeiro, no próximo mês de maio. Essa é uma ação experimental do Projeto Cabra Produtiva e Rota do Leite, que pretende organizar e profissionalizar a caprinocultura de leite no Estado, promovendo a inclusão dos pequenos produtores e fomentando a agroindustrialização, com produção especializada de queijos de cabra. “Este é um projeto embrionário que nasce na Seagri, e tem potencial de mudar a realidade da caprinocultura da Bahia, promovendo inclusão social e agregação de valor ao produto”, constatou o secretário Vitor Bonfim.

O Cabra Produtiva foi apresentado para alguns representantes do segmento nesta terça-feira (05/04/2016), a exemplo do presidente da Associação dos Criadores de Caprinos e Ovinos do Sertão do São Francisco (Accossf), Salvador Santana Júnior, além do presidente da Comissão de Agricultura da Assembleia Legislativa (Alba), deputado Roberto Carlos e do prefeito de Filadélfia, Antonio Barbosa Júnior, município que se destaca na caprinocultura de leite.

O projeto vai apoiar a realização de torneios leiteiros previstos para acontecer nas exposições agropecuárias de Juazeiro (EXPOVALE), Uauá, Senhor do Bonfim e Salvador (Fenagro 2016), incentivando a melhoria da qualidade genética, com participação de animais vindos de diversos estados brasileiros. A Seagri distribuiu animais geneticamente melhorados, uma das ações de convivência com a seca realizada durante no último período de estiagem prolongada, o que incentivou a melhora da qualidade da caprinocultura no Estado e expandiu ainda mais a atividade.

As primeiras amostras de queijos de cabra, também com variedades a base de vinhos e cachaça, serão apresentadas ao público e aos grandes comerciantes do produto no Estado. A matéria-prima será fornecida por um dos três laticínios certificados pela Adab, e fabricado com auxílio de um profissional especializado em tecnologias de produção de queijos e certificação pela agência. O projeto também recebe apoio do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), na rotulagem e embalagem dos produtos, de outras secretarias do Estado ligadas ao segmento, e deverá levar a marca da associação de caprinos do município. O Sistema Faeb/Senar também dará suporte, através de capacitação e treinamento dos produtores, com cursos já programados para acontecer nos próximos dias 15,16 e 17 deste mês.

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br