Presidente da Câmara Municipal de Feira de Santana reitera compromisso do Poder Legislativo em atender reivindicações dos trabalhadores

Reinaldo Miranda Vieira Filho (Ronny): “Sabemos que os agentes comunitários de saúde são importantes, assim como também os agentes de endemias. Sei das necessidades, das lutas e dificuldades diárias. Isso que fazemos não é um favor, mas uma obrigação”.

Reinaldo Miranda Vieira Filho (Ronny): “Sabemos que os agentes comunitários de saúde são importantes, assim como também os agentes de endemias. Sei das necessidades, das lutas e dificuldades diárias. Isso que fazemos não é um favor, mas uma obrigação”.

Nesta terça-feira (12/04/2016), durante discurso na tribuna da Câmara Municipal de Feira de Santana, o presidente do Poder Legislativo, Reinaldo Miranda – Ronny (PHS), reiterou o compromisso em atender as categorias que necessitem do apoio da Casa da Cidadania.

“Não poderia deixar de vir a esta tribuna me expressar. Primeiro, quero dizer que recebemos uma comissão de agentes comunitários de saúde em nossa sala, que solicitou a tramitação do projeto que contempla a categoria. Regimentalmente teria que passar por duas comissões, pareceres seriam dados e colocados em votação. Assim foi feito por esta Casa. Assim que assumimos o compromisso, as comissões de Finanças e a Comissão de Constituição e Justiça deram os pareceres e, hoje, temos a oportunidade de aprovar por unanimidade o projeto dos agentes de saúde”, disse.

O edil também ressaltou o compromisso da Casa da Cidadania com a saúde da população. “Dizer que esta Casa tem uma responsabilidade muito grande, em especial com a saúde de Feira de Santana. Não tenho dúvida que da mesma forma que chegou o projeto e nós agilizamos todo o processo, não será diferente quando chegar o projeto dos agentes de endemias”, afirmou.

Ronny destacou a importância das duas categorias supracitadas para o bem estar da população. “Sabemos que os agentes comunitários de saúde são importantes, assim como também os agentes de endemias. Sei das necessidades, das lutas e dificuldades diárias. Isso que fazemos não é um favor, mas uma obrigação”, ressaltou.

O presidente da Câmara explicou que projetos desta natureza devem partir do Executivo e disse que nenhum edil utilizará a demanda de uma categoria com fins eleitorais.

Ronny disse ainda que são os agentes comunitários de saúde que estão mais próximo da comunidade e sabe das suas demandas. “Quem sabe são vocês, que convivem com a comunidade, a real situação da sociedade, de cada casinha, viela. Sabemos que não estamos fazendo nada que não seja o nosso papel”, destacou.

Em aparte, o vereador Welligton Andrade (PSDB) parabenizou Ronny pelo discurso. “O senhor tem dado provas de maturidade política, sensibilidade, atendeu ontem prepostos desta classe, e ontem nesta Casa já foi feita a leitura deste projeto e hoje aprovaremos a matéria”, disse.

O edil continuou: “quero aqui ressaltar o que disse o vereador José Carneiro, muitos municípios estão reduzindo salários, nos meses de janeiro, fevereiro e março os secretários tiveram redução de salários e cargos de confiança, tiveram suas gratificações retiradas, em função das dificuldades financeiras, mas não podemos perder de vista a justiça. Os agentes comunitários de saúde não podem ser sacrificados ou injustiçados”.

Welligton aprovou a iniciativa do Governo Municipal. “O perfeito manda o projeto para esta Casa e faz justiça a vocês que doam a vida pela comunidade. Hoje melhora um pouco, pode não ser o ideal, talvez não seja, mas é  o possível. Esta Casa vai dar a prova do comprometimento. Parabéns pelo discurso [presidente Ronny], pela solicitude com que atendeu ao segmento, mas, sobretudo,  parabéns aos agentes comunitários de saúde”, pontuou.

Retomando a palavra, Ronny ressaltou que, independentemente da classe trabalhista, sendo o projeto do Governo ou não, o Legislativo estará fazendo o possível para buscar melhorias para a população.

Ele informou ainda que foi procurado pelo presidente do Sindicato dos Agentes de Endemias, Roberto Carvalho, que solicitou o uso da tribuna livre da Câmara. O edil explicou que para fazer uso da tribuna, faz-se necessário que a solicitação seja enviada com 48 horas de antecedência, mas em comum acordo com os demais vereadores e devido à presença  da categoria nas galerias, o pedido do sindicalista foi atendido.

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br