Em nome de associados, diretores cobram abertura das contas da ABCZ

Vice-presidente e diretor da Associação Brasileira dos Criadores de Zebu (ABCZ), respectivamente Arnaldo Manuel de Souza Machado Borges e Rivaldo Machado Borges estiveram na tarde de quarta-feira (27/04/206) na sede da entidade acompanhados do associado Eduardo Nogueira Borges.

Vice-presidente e diretor da Associação Brasileira dos Criadores de Zebu (ABCZ), respectivamente Arnaldo Manuel de Souza Machado Borges e Rivaldo Machado Borges estiveram na sede da entidade, acompanhados do associado Eduardo Nogueira Borges, com a finalidade de cobrar transparência nas contas da entidade.

Na condição de vice-presidente e diretor da Associação Brasileira dos Criadores de Zebu (ABCZ), respectivamente Arnaldo Manuel de Souza Machado Borges e Rivaldo Machado Borges estiveram na tarde de quarta-feira (27/04/206) na sede da entidade acompanhados do associado Eduardo Nogueira Borges. A intenção foi solicitar à Superintendência Geral que libere o detalhamento das contas, conforme vem sendo cobrados por associados.

Ocorre que em assembléia no início do mês para prestação de contas, alguns associados apresentaram tal questionamento ao passo em que não se sentiram contemplado com a forma com que o balanço foi apresentado e preocupados com déficit registrado. A partir de então a presidência da Casa encaminhou uma correspondência afirmando que estariam à disposição. Alguns associados formalizaram o pedido de abertura das contas , mas até o momento, passado quase um mês, as informações não foram entregues.

Ontem o superintendente geral, Agrimedes Albino Onório afirmou ao vice-presidente, ao diretor e ao associado que aguardaria o presidente e que justificou a demora aos preparativos para a Expozebu.

Dúvidas

Arnaldo Manuel que é atual vice-presidente da entidade e pré-candidato à presidência afirma não ver motivos para tanta demora ou para a forma como ocorreu a prestação de contas. “ Entre nossas propostas de campanha uma delas  é a transparência e o associado e entidades tem nos cobrado os números e que a ABCZ deveria ter mais transparência na apresentação de seu balanço financeiro como ocorre em outras instituições, por isto estou aqui”, afirmou.

Para Arnaldo, “o mais importante é que a ABCZ esclareça em todos seus órgãos oficiais com bastante transparência e detalhes a sua vida financeira, principalmente desta gestão”.  Acredita que deveria ser colocado à disposição de todos os associados na Expozebu. “Teve a assembléia,  a aprovação pelo Conselho Fiscal, há empresa de auditoria, então não vejo porque passado quase um mês estes associados que pediram  mais algumas informações com mais detalhes ainda não receberam”, encerrou.

Detalhes

Rivaldo Machado Borges  reforça que associados estão reclamando que já algum tempo fizeram a solicitação formal, logo depois da assembléia,  e ‘infelizmente até hoje não saiu’. “Como diretor vim tentar resolver. Espero que o detalhamento saia logo.  Não há suspeita de desvio, mas o associado quer saber dos gastos, porque gastou-se tanto por exemplo com viagens, com isto, com aquilo para entender porque as contas vem fechando no vermelho nos últimos anos. Como diretor é meu papel abraçar as demandas do associado”, completou.

Solicitante. Um dos que solicitou informações, Eduardo Nogueira. Ele disse partir do princípio que a ABCZ é transparente, tem sua contabilidade e auditoria. “Simplesmente queremos saber o que está acontecendo, onde os gastos cresceram. Estamos numa época difícil; o número de registros está caindo, os custos aumentando e nós que temos gado registrado estamos preocupado com isto. Não estamos duvidando de nada, queremos saber o que está acontecendo. É fundamental ao associado conhecer a realidade”.

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br