Em ação com Dilma Rousseff, deputado Valmir Assunção reafirma que impeachment é golpe por não ter base legal

A presidente Dilma e o deputado Valmir Assunção durante ato contra o golpe.

A presidente Dilma e o deputado Valmir Assunção durante ato contra o golpe.

Em ação coordenada pelo governador Rui Costa e o ministro Jaques Wagner, nesta sexta-feira (15/04/2016), a bancada do PT na Câmara Federal se encontrou com a presidente Dilma Rousseff (PT) para levar o apoio irrestrito dos parlamentares, mas também para reafirmar o compromisso com a democracia e com a Constituição Federal. Presente ao ato no Palácio do Planalto, o baiano Valmir Assunção (PT-BA) salientou os 24 votos da Bahia contrários ao afastamento da petista, durante a votação do domingo (17). “Tivemos uma atuação direta do governador Rui Costa, que soube tratar a situação com os deputados baianos e fechamos em torno da não aprovação do processo, que está repleto de falhas, como bem apresentou o advogado-geral da União, Eduardo Cardozo, em defesa à presidente”, salienta Assunção.

Valmir ainda diz que durante o encontro com Dilma pode perceber, ainda mais, “a força que a presidente tem”, superando a cada dia as traições e os ataques orquestrados pelo presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e pelo vice-presidente da República, Michel Temer (PMDB). “Estão na frente do golpe, tentando levar o voto do povo para o lixo. Como se não tivesse leis neste país”. O parlamentar petista também afirma que “no domingo derrotaremos mais uma vez a direita retrógrada e a mídia golpista do Brasil. O povo e a democracia vão vencer. Temos de superar esse crise política criada por uma oposição irresponsável e golpista”.

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br