Ecoesculturas do artista plástico Valério Voltz em exposição no MAP de Feira de Santana

Artista plástico Valério Voltz ao lado de um dos trabalhos artísticos.

Artista plástico Valério Voltz ao lado de um dos trabalhos artísticos.

As peças do artista plástico Valério Voltz, gaúcho radicado em Feira de Santana, por usar material reciclado nas suas criações, são definidas como ecoesculturas. Quase duas dezenas delas podem ser vistas no MAP (Museu de Arte Contemporânea) até o final do mês.

Os trabalhos, 20 ao todo, estão à venda e um leilão foi realizado na noite de segunda-feira (19/04/2016). São imagens, estátuas, pássaros, animais. A que mais admira, revelou o artista, é a “Sempre bela”, que retrata uma mulher “cheinha”.

“Mostro que é possível evitar o desperdício de material”, afirmou Valério Voltz, que nasceu em Rolante. Usa muito papel, papelão, ferro e outros materiais que seriam descartados na natureza. E os resultado são esteticamente agradáveis.

Uma das obras, intitulada “O excêntrico” foi doada à APA (Associação Protetora dos Animais), entidade que sobrevive de doações e que cuida de mais de 350 indivíduos. “Será uma ajuda que chega em boa hora”, afirmou a presidente da APA, Graça Peixinho.

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br