Deputado federal Arthur Maia confronta presidente do Parlasul por nota contra o impeachment

Deputado federal Arthur Maia confronta presidente do Parlasul.

Deputado federal Arthur Maia confronta presidente do Parlasul.

O deputado Arthur Maia (PPS-BA) confrontou o presidente do Parlasul (Parlamento do Mercosul), Jorge Taiana, em reunião no Uruguai, na manhã desta terça-feira (26/04/2016), questionando sua autoridade para declarar, em nome do colegiado, que o impeachment da presidente Dilma Rousseff seria um golpe parlamentar.

“Sua declaração foi irresponsável”, disse Maia se dirigindo diretamente a Taiana. “O senhor não tem direito de usar o Parlasul para emitir sua posição pessoal”. O deputado do PPS protestou contra o fato de o site da instituição ter sido usado para reproduzir as declarações de Taiana, como se aquela fosse a posição do Parlasul.

“Nós, parlamentares que apoiamos o impeachment, queremos que o senhor retire a nota infeliz, desautorizada e precipitada do sítio do Parlasul”, afirmou Arthur Maia. Taiana concordou em excluir o texto. Antes mesmo do término da reunião, a nota já havia sido retirada.

O deputado frisou que o Brasil é um estado democrático de direito e que o processo de impeachment de Dilma está previsto na Constituição, além de seu rito ter sido estabelecido pelo Supremo Tribunal Federal.

Segundo o deputado do PPS, a nota publicada no site “humilhou” os parlamentares brasileiros que defendem o afastamento constitucional da presidente. “O senhor pode declarar, como parlamentar, suas opiniões, mas não pode fazer isso usando o Parlasul”, insistiu Maia.

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br