Deputado Carlos Geilson diz que crise econômica é reflexo de um país mal administrado

Deputado Carlos Geilson critica gestão Rousseff.

Deputado Carlos Geilson critica gestão Rousseff.

O consumidor brasileiro que recebe um salário mínimo tem de trabalhar o maior número de horas para pagar suas contas de energia. De acordo com um estudo do Instituto de Desenvolvimento Estratégico do Setor Energético (Ilumina), a partir de dados de 23 países, o brasileiro que se encaixa nessa condição financeira precisa trabalhar 11,1 horas, ou seja, pouco mais de uma jornada completa de trabalho.

Nesta segunda-feira (25/4), o parlamentar voltou a disparar contra a atual política econômica brasileira. Semana passada, em pronunciamento na Assembleia Legislativa da Bahia, o deputado estadual Carlos Geilson (PSDB), já havia criticado o aumento da conta de energia na Bahia, de cerca de 10,72%, que começou a vigorar a partir da última sexta-feira (22/04/2016). Para Geilson, esse valor absurdo cobrado pela conta de energia e a taxa de desemprego no país é um dos reflexos que apontam como a economia vai mal.

“Em março de 2016, a taxa de desemprego bateu recorde no Brasil. Nós tivemos o pior março dos últimos 25 anos, quando mais se desempregou e a economia mais recuou. Um detalhe também é que a Serasa fez uma divulgação, que esse mês também foi o que mais teve cheques devolvidos dos últimos 25 anos”, frisou Geilson. O tucano acrescenta dizendo que esse é o retrato de uma economia falida e de um país mal administrado.

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br