Com a finalidade de mitigar os índices de violência, Projeto ‘Corra pro Abraço’ é adotado como programa do Governo da Bahia

Projeto Corra pro Abraço.

Projeto Corra pro Abraço.

“Eu tinha abandonado minha família por causa de briga no bairro, ‘tava’ morando na rua, e foi através de uma atividade do Corra pro Abraço que resolvi voltar a procurar minha família, comecei a correr atrás de emprego, a fazer cursos e, de lá pra cá, minha vida melhorou bastante”. Exemplos de superação como o do jovem Laércio Pereira fizeram com que o projeto Corra pro Abraço, coordenado pela Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS), fosse ampliado e convergido em programa de governo.

“Agora, como programa da política sobre drogas, composto por diversas estratégias de arte e educação, pontos de cidadania, de redução de danos, de educação político-cidadã, o Corra pro Abraço, além de manter as equipes do centro antigo de Salvador (Comércio e Aquidabã), expandirá para mais quatro Áreas Integradas de Segurança Pública (AISPs) e para os municípios de Feira de Santana, Vitória da Conquista e Lauro de Freitas”, explica o secretário Geraldo Reis.

O resultado da seleção de uma das entidades que trabalhará no programa foi publicado no Diário Oficial do Estado desta terça-feira (05/04/2016). A Comunidade Cidadania e Vida (Convida) será responsável pela execução dos lotes 1 e 5. Pelo lote 1 – com recursos no valor de R$ 6, 5 milhões – a entidade coordenará quatro equipes: duas no Centro Antigo de Salvador, uma no Núcleo de Prisão em Flagrante do Tribunal de Justiça e outra que fará a coordenação geral do programa em todo o estado. Vencedora também do lote 5, com recursos no valor de R$ 1,7 milhões, a Convida ainda atuará em Itinga (Lauro de Freitas).

Atuação

Segundo Reis, a ação estará focada nas cenas de uso de substâncias psicoativas, na perspectiva da redução de danos, garantia de direitos humanos, acesso a serviços públicos e fortalecimento de vínculos e inclusão social de usuários de drogas. Também está prevista a atuação de técnicos nas Bases Comunitárias de Segurança, com foco na inserção e ampliação de oportunidades de jovens que estão iniciando situações de conflito com a lei, buscando fazer o acompanhamento dos casos registrados e intermediar o acesso dessa população aos serviços públicos.

O Núcleo de Prisão em Flagrantes é uma das novidades do programa. A equipe irá atuar em parceria com o Tribunal de Justiça, auxiliando os juízes na tomada de decisão para discutir formas de encaminhamento dos casos. “Esse trabalho conjunto deverá contribuir para a redução do número de encarceramento de pessoas que fazem uso de drogas, caracterizadas mais como usuárias, do que com ligação com o narcotráfico”, explica a superintendente de Políticas sobre Drogas e Acolhimento a Grupos Vulneráveis da Secretaria de Justiça, Denise Tourinho.

Resultado parcial

O resultado do edital divulgado nesta terça (5) é parcial. Os resultados finais dos Lotes 02 (que corresponde a duas equipes para atuação em quatro áreas – no Bairro da Paz, Beiru/Tancredo Neves, Nordeste de Amaralina e Subúrbio/Parque São Bartolomeu) e Lote 04 (equipe para atuação em Feira de Santana) não foram divulgados porque houve recurso impetrado por uma das entidades concorrentes e o pleito está sob análise.

No Lote 3, que corresponde a uma equipe para atuação em Vitória da Conquista, não houve entidade habilitada para a seleção pública. O valor total de investimentos no programa é de R$ 13,6 milhões, oriundos do Fundo de Combate à Pobreza do Estado da Bahia, por meio da SJDHDS. O prazo de execução do convênio, a contar da data da assinatura, será de dois anos.

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br