Bloqueio de celulares roubados pode ser feito em delegacias do Estado da Bahia

Bloqueio de celulares roubados pode ser feito em delegacias do Estado da Bahia.

Bloqueio de celulares roubados pode ser feito em delegacias do Estado da Bahia.

Nem sempre foi simples para o consumidor bloquear celulares perdidos ou roubados. Porém, o processo que muitas vezes resultava em perda de tempo e reclamações, começa a mudar, com a burocracia dando lugar à praticidade. Agora, os usuários podem solicitar o bloqueio dos aparelhos no momento do registro da ocorrência, na própria delegacia. O conteúdo da denúncia é encaminhado ao Departamento de Crimes Contra o Patrimônio (DCCP), por meio do Cadastro de Estações Móveis Impedida (Cemi), para a efetivação do procedimento.

A Polícia Civil da Bahia foi a primeira no país a utilizar o Cemi, desenvolvido pela Associação Brasileira de Recursos em Telecomunicações (ABR-Telecom). Com a ferramenta, o consumidor não precisa mais recorrer às operadoras de telefonia para realizar o bloqueio, agilizando o procedimento, antes feito somente pelas empresas, após informado o número do IMEI (International Móbile Equipament Identidy), composto por 15 dígitos.

De acordo com o delegado Moisés Damasceno, diretor do DCCP, o sistema passa a ter função de destaque na segurança pública do estado e, a longo prazo, deve impactar na redução dos casos de furto de celulares. “O celular tem sido a moeda de troca no mundo do crime. Isso tende a mudar. Para o bandido não vai ser interessante roubar celular sabendo que o aparelho será bloqueado e não terá serventia”, afirmou.

Para quem já precisou realizar o procedimento, a novidade foi bem recebida. “Vai ficar mais rápido e prático. Antes, a gente ligava para a empresa de telefonia e perdíamos muito tempo. Éramos transferidos de setor em setor. Hoje não tem mais isso”, diz o garçom Edmilson Flores.

Na opinião do estudante Washington de Jesus, a iniciativa vai contribuir com a segurança. “Era difícil bloquear a linha. Isso ninguém pode negar. Mas os efeitos do bloqueio prático vão além da praticidade. Deve reduzir o número de roubos. Isso dá mais tranquilidade para quem transita bastante pelas ruas e, principalmente, quem utiliza o transporte público”.

Como bloquear

Para linhas habilitadas em nome de pessoas físicas, o titular deverá registrar ocorrência de furto ou roubo, levando uma cópia do RG, CPF e comprovante de residência. Os telefones habilitados em nome de pessoa jurídica serão bloqueados mediante a apresentação de documentos que comprovem a ligação da vítima com a empresa. Já os aparelhos não vinculados, oriundos de roubo de carga, terão bloqueio realizado após a apresentação do número de série de cada produto.

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br