Prefeito ACM Neto e governador Rui Costa concordam com apartheid social nos ônibus de Salvador, afirma vereador

Serviço especial de transporte de Salvador oferece aos usuários veículos com padrão elevado, equipados com ar-condicionado, poltronas acolchoadas, bagageiro, serviço de internet Wi-Fi e captura de sinais GPS.

Serviço especial de transporte de Salvador oferece aos usuários veículos com padrão elevado, equipados com ar-condicionado, poltronas acolchoadas, bagageiro, serviço de internet Wi-Fi e captura de sinais GPS.

O vereador Hilton Coelho (PSOL) afirmou que “não é surpresa que o prefeito ACM Neto (DEM) e o governador Rui Costa (PT) estejam unidos em defesa do bem estar de gente ‘diferenciada’. A maioria do nosso povo vai continuar lutando contra o desconforto do transporte coletivo de péssima qualidade até quando? Questionamos a existência desses ‘ônibus especiais’, ‘ônibus executivos’. Utilizar esta política significa a criação de dois modelos de transporte públicos, sendo um para o povão, sem qualidade, e outro para um segmento com mais renda. Trata-se de levar para o transporte público o apartheid social que já existe no espaço urbano de Salvador”, enfatiza.

“No dia 13 de novembro de 2015, na inauguração da estação do Metrô no Bonocô, o governador Rui Costa (PT) afirmou que os empresários de ônibus inovassem incorporando ‘ônibus especiais para colocar a classe média de Salvador também dentro do metrô. Se nós tivermos com certeza ônibus especiais, nós colocaremos o povo que mora na Pituba, no Itaigara, na Graça, na Barra, na Vitória, com certeza ônibus diferenciados e pode ser até com uma tarifa diferenciada, com certeza a população, a classe média fará esse transporte dessas localidades e vai andar de metrô’. Agora, na quinta-feira (15) o prefeito ACM Neto (DEM) fez o lançamento de um serviço ‘VIP’ de catorze (14) ônibus executivos, os Connect Bus. Os privilegiados pagarão a tarifa única R$ 5 (sem meia-passagem) pelo conforto de ter wi-fi, ar-condicionado e poltronas reclináveis dizendo que ‘é um pouco mais caro que o ônibus regular (que tem a passagem de R$ 3,30), mas a gente entende que há uma parcela da população que tem condições de pagar essa tarifa. Então, há possibilidade das pessoas substituírem o automóvel, que é um transporte individual, pelo coletivo’. Partidos diferentes e o mesmo projeto gerencial, ou seja, governam para a chamada elite e não para a maioria”, afirma o vereador do PSOL.

Ele lembra que “em plena crise econômica, quando muitos trabalhadores soteropolitanos perdem seus emprego, neste que é o pior mercado do trabalho entre as principais capitais do país, eis que o prefeito ACM Neto resolve aumentar absurdamente a tarifa para ‘ônibus especiais’ que circulam na cidade. Vale lembrar que na época da extremamente questionável licitação dos transportes em Salvador, o então secretário José Carlos Aleluia chegou a afirmar que todos os ônibus da cidade teriam ar-condicionado. O que se viu pós-licitação foi a retirada de algumas linhas, utilização dos mesmos ônibus antigos, sujos e sempre lotados. Não se viu a instalação dos condicionadores de ar em nenhum ônibus regular da cidade, apesar do aumento da tarifa em 2 de janeiro”.

Hilton Coelho finaliza afirmando que “os tais ‘ônibus com ar-condicionado’, como são conhecidos pela população, não são novidade em Salvador. Existem alguns em operação, com linhas em direção à Praça da Sé e o valor deles já é bastante oneroso: R$ 3,60. Com os novos preços, há um aumento de quase 40% sobre a tarifa sem qualquer justificativa real. O que ACM Neto quer com esse aumento de 40% é que os tais ‘ônibus executivos’ sejam utilizados pelos mais ‘remediados’, nessa cidade onde reina a desigualdade. Antigamente, por apenas R$ 0,30 a mais, o cidadão podia se dar ‘ao luxo’ de utilizar os ônibus com ar-condicionado uma vez ou outra. Com os novos preços, estão restritos a um setor da população com maior renda. Queremos e exigimos que o prefeito ACM Neto cumpra a promessa de climatizar todos os ônibus da cidade, sem qualquer aumento de tarifa”.

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br