Vereador destaca início de obras autorizadas pela Prefeitura de Feira de Santana

Luiz Augusto de Jesus (Lulinha).

Luiz Augusto de Jesus (Lulinha).

Em discurso proferido na tribuna da Casa Legislativa, nesta segunda-feira (07/03/2016), o vereador Luiz Augusto de Jesus – Lulinha (PEN) destacou visitas que fez em diversas comunidades e disse que o prefeito José Ronaldo de Carvalho (DEM) autorizou o início de várias obras em Feira de Santana, no último final de semana. Ele também voltou a comentar a revogação da lei municipal, de sua autoria, que proíbe o funcionamento dos bares e a venda de bebidas alcoólicas nos restaurantes na Sexta-feira da Paixão.

“Neste final de semana vemos melhorias para a cidade. Estivemos no Feira V, junto com o vereador Pablo, onde o prefeito autorizou a construção de um alambrado no campo de futebol. Fomos também no Aviário, onde encontramos o colega Tonhe Branco, lá foram anunciadas melhorias na quadra de esportes. Até no domingo o prefeito iniciando obras nos campos de futebol de Feira de Santana”, enfatizou.

Violência

Mudando de foco, Lulinha voltou a mostrar-se preocupado com a violência em Feira de Santana, desta vez citando a proximidade da Sexta-feira da Paixão, onde, segundo o edil, há um aumento no índice de criminalidade.

“Quero falar da minha preocupação com a violência que se alastra. Conseguiram na Justiça derrubar a lei que acabava com a violência, com o número alto de entradas no Samu, na delegacia. Quando a lei estava em vigor o número de mortes praticamente zerou, antes havia muitas brigas, Feira era uma baderna, a Sexta-feira da Paixão era o dia mais violento do ano e, hoje, estamos vivendo em um país, na Bahia, em Feira, com o índice grande de violência, de mortes. E, com esses bares abertos, as pessoas correm o risco de uma bala perdida”, alertou.

Lulinha voltou a citar que até o diretor do Hospital Geral Clériston Andrade, José Carlos Pitangueiras, defendia a permanência da lei que proibia o funcionamento dos bares e a venda de bebidas alcoólicas nos restaurantes na Sexta-feira da Paixão em Feira de Santana.

“O próprio diretor do Clériston foi para a TV dizer que era uma lei boa, reduziu a saída do Samu para ocorrências, reduziu em 60%. Então, quero fazer um apelo aos donos de bares que não abram seus estabelecimentos na Semana Santa, mesmo que a lei tenha sido derrubada, pelo momento que estamos vivendo no país. Mesmo sem a lei, gostaria de pedir a proprietários de bares que não abram, vamos reduzir a violência, antes tinha fiscalização, mas não vai ter mais, mas acabe a consciência de cada dono de bar não abrir na Sexta-feira Santa”, pontuou.

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br