Vereador cobra informações sobre cooperativas do Município de Feira de Santana

Vereador Edvaldo Lima dos Santos cobra informações sobre cooperativas do Município de Feira de Santana.

Vereador Edvaldo Lima dos Santos cobra informações sobre cooperativas do Município de Feira de Santana.

Em discurso nesta quarta-feira (16/03/2016), na tribuna da Câmara Municipal de Feira de Santana (CMFS), o vereador Edvaldo Lima (PP) teceu duras críticas ao Governo Municipal, por não ter dado resposta a dois ofícios, de sua autoria, solicitando informações a respeito das cooperativas que prestam serviço ao Município,

O edil questiona nos ofícios quantas pessoas estão trabalhando para o Município, por meio de cooperativas. “Enviei um ofício em março de 2015 solicitando o nome de todas as cooperativas e os nomes de todos os funcionários que prestam serviço ao município de Feira de Santana. Em janeiro de 2016 solicitei novamente buscando, baseado na lei da informação – Lei 12.527 de 18 de novembro de 2011, cópia de todos os contratos firmados das cooperativas, da Coopersad, com nomes, funções e salários de cada cooperado, bem como os valores repassados mensalmente para as cooperativas”, afirmou.

Ele ressaltou que o Município não faz questão de passar informações. “Há neste município várias cooperativas das quais o Governo não nem tem vontade de esclarecer para esta Casa, nem para a população quais são essas cooperativas que atuam no Município, qual a quantidade de funcionários dessas cooperativas”, disse.

Edvaldo Lima acredita que o Município não realiza concurso para utilizar os cargos comissionados de forma política. “Enquanto isso eu não vi o Governo sinalizar concurso público para preencher, atender a necessidade do Município, a não ser cargos comissionados. O Governo até agora não sinalizou para fazer concurso público da Guarda Municipal, para agentes de saúde, não sinalizou para fazer concurso para enfermeiros, técnicos de enfermagem, professores. O Governo esqueceu-se de fazer concurso público para atender as necessidades do Município”, criticou o oposicionista, afirmando que a grande quantidade de cargos de confiança tem o objetivo de dar retorno político.

O vereador continuou tecendo críticas ao Executivo Municipal. “Estamos pagando um preço pesado de um Governo que pensa apenas em voto, e não pensa na população do município. Dois pedidos para que enviem informações, para que tomemos conhecimento de quantos funcionários têm nas cooperativas, até agora o Governo não respondeu”, criticou.

O edil criticou ainda o fato de o líder do Governo na Câmara, vereador José Carneiro (PSL), não ter se pronunciado a respeito do assunto. “O senhor não quis se pronunciar porque não vai ter argumento diante de um documento e do que foi dito. O Governo esqueceu-se de fazer concurso para preenchimento de vaga. A carga do Município está muito alta, com tanto cargo comissionado, o Governo vai afundar o município. Depois da eleição este município estará afundado na lama”, concluiu.

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br