Tribunal restringe acesso à 4ª Vara Criminal em São Paulo; Vara é responsável pelo julgamento de processo contra ex-presidente Lula

Pedido ilegal de prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva é criticada por setores progressistas do judiciário.

Pedido ilegal de prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva é criticada por setores progressistas do judiciário.

A 4ª Vara Criminal da capital paulista, no Fórum da Barra Funda, onde deve ser decidido o pedido de prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, teve um de seus corredores de acesso interditado por decisão do Tribunal de Justiça, a fim de garantir a tranquilidade dos trabalhos da juíza Maria Priscilla Veiga Oliveira. Ela deve julgar o pedido de prisão. Um segundo acesso à 4ª Vara está funcionando normalmente.

Os promotores Cássio Conserino, José Carlos Blat e Fernando Henrique Moraes de Araújo disseram na quinta-feira (10/03/2016) que obtiveram duas dezenas de depoimentos que comprovariam que o apartamento triplex, em Guarujá (SP), era “destinado” ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e sua família. Eles apresentaram a denúncia contra Lula à Justiça paulista por lavagem de dinheiro – na modalidade ocultação de patrimônio – e falsidade ideológica.

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br