SIHS e Fieb traçam agenda positiva em prol do saneamento e abastecimento de água

Durante reunião, SIHS e Fieb traçam agenda positiva.

Durante reunião, SIHS e Fieb traçam agenda positiva.

Na manhã desta segunda-feira (29/02/2016), o secretário estadual de Infraestrutura Hídrica e Saneamento, Cássio Peixoto, se reuniu com os conselho de Meio Ambiente e de Infraestrutura da Federação das Indústrias do Estado da Bahia (Fieb). Após ampla explanação das ações e perspectivas da recém-criada Secretaria de Infraestrutura Hídrica e Saneamento (SIHS) nasceu a proposta da criação de uma agenda positiva de colaboração para planejamento e execução de ações voltadas ao saneamento e abastecimento de água no estado.

Já com aceno positivo, o secretário Cássio Peixoto destacou que: “ditar objetivos estratégicos é mais do que desenhar uma linha de condução para um segmento, é estabelecer políticas públicas para o redirecionamento, a retomada dos caminhos para oferecer a segurança hídrica do Estado com programas e projetos mais avançados sob o ponto de vista econômico e social”.

Segundo ele, ainda há um déficit de 768 milhões de pessoas no mundo sem acesso a água potável; porém a meta da SIHS é mudar essa realidade na Bahia.

“E muito já se foi feito neste quesito nos 14 meses de existência da SIHS, que foi criada com intuito de universalizar a água e o saneamento básico, de forma a oferecer, de fato, sustentabilidade hídrica”.

Peixoto pontuou ainda que apesar da crise hídrica brasileira e da complexidade na implementação do saneamento básico na Bahia, foram investidos R$ 716,6 milhões em sistemas de abastecimento de água e esgotamento sanitário em 2015, em especial nas áreas rurais, cujas dificuldades da população são maiores.

“Desse montante, 64,77% para abastecimento de água e 35,23% para esgotamento sanitário. E, com isso, realizamos o sonho de mais 600 mil moradores, que há muito esperavam ter água potável em suas torneiras. Em 2016, a meta da nossa gestão é fazer muito mais, chegando cada vez mais às comunidades dispersas, onde a água é um recurso valioso para a sobrevivência da população e o desenvolvimento local”, enfatizou.

O coordenador do Conselho de Infraestrutura da Fieb, Marcos Galindo, ao avaliar positivamente a criação da SIHS pelo governo do estado, entendendo que este foi um passo significativo para ordenar as atividades do setor, pontuou que a indústria tem feito seu papel no que se refere ao meio ambiente.

“Porém, na Região Metropolitana de Salvador principalmente as demandas requerem um olhar mais abrangente. Por isso, queremos propor uma agenda positiva de colaboração para planejamento e execução de ações voltadas ao saneamento e abastecimento de água”. Galindo esteve acompanhado pelo vice-coordenador do Conselho de Meio Ambiente da Fieb, Sérgio de Almeida Bastos.

Por fim, a gerente de Desenvolvimento de Novos Negócios do Senai (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial), Edisiene Correia, colocou à disposição da SIHS o  quadro técnico da Faculdade Senai-Cimatec para colaborar com estudos, pesquisas e profissionais pela melhoria do saneamento e abastecimento de água.

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br