Reveladas no Caso Lava Jato, conheça as listas de pagamentos do Grupo Odebrecht à partidos, políticos e agentes públicos

Documentos da Odebrecht relacionam partidos, mandatários e agentes políticos que receberam recursos financeiros da empresa.

Documentos da Odebrecht relacionam partidos, mandatários e agentes políticos que receberam recursos financeiros da empresa.

Documentos apreendidos no âmbito das investigações do Caso Lava Jato, concernentes as Operações Acarajé e Xepa, ocorridas no mês de março de 2016, revelam nomes de partidos, políticos e agentes públicos que receberam recursos financeiros do Grupo Odebrecht.

Uma série de planilhas que traziam doações da Odebrecht para cerca de 300 político, filiados a 24 partidos. Dentre os partidos que constam nas planilhas estão: PT, PMDB, PSDB, PP, PSB, DEM, PDT, PSD, PC do B, PPS, PV, PR, PRB, SD, PSC, PTB, PTN, PT do B, PSOL, PPL, PTB, PRP, PCB e PTC.  Uma contagem preliminar indica que o PSDB tem 33 nomes citados, o terceiro da lista; DEM (15), PT (75 nomes, o mais citado) e PMDB (45).

Os documentos foram encontrados em posse de Benedicto Barbosa Silva Junior, presidente da Odebrecht Infraestrutura. De acordo com a força-tarefa da Lava Jato, foi neste departamento que ficava alocado o “setor de operações estruturadas”, cuja função era, segundo os investigadores, o pagamento de propinas.

Em nota, o Grupo Odebrecht informou que pretende colaborar com a justiça no intuito e esclarecer os fatos e os envolvidos no Caso Lava Jato. Em nota, o Grupo afirmou que existe um “sistema ilegal e ilegítimo de financiamento do sistema partidário-eleitoral do país”.

Em tese, os nomes constantes na lista não significa que eles cometeram crime, ou colaboraram com atos de corrupção. Mas, que eles devem ser investigados por possível conluio em atos que lesam o interesse público.

Confira a relação de políticos

Deputados federais

– Bruno Araujo (PSDB – PE)

– Celso Russomanno (PRB – SP)

– Eduardo Cunha (PMDB – RJ)

– Luiz Henrique Mandetta (DEM – MS)

– Maria do Rosário (PT – RS)

– Mendonça Filho (DEM – PE)

– Paulinho da Força (SD – SP)

– Paulo Abi-Ackel (PSDB – MG)

– Raul Jungmann (PPS – PE)

– Roberto Freire (PPS – PE)

– Rodrigo Maia (DEM – RJ)

– Soninha Francine (PPS – SP)

Senadores

– Aécio Neves (PSDB – MG)

– Ana Amélia Lemos (PP – RS)

– Humberto Costa (PT – PE)

– José Agripino Maia (DEM – RN)

– José Sarney (PMDB – MA)

– José Serra (PSDB – SP)

– Lindbergh Farias (PT – RJ)

– Randolfe Rodrigues (REDE – AP)

– Renan Calheiros (PMDB – AL)

– Romero Jucá (PMDB – RR)

– Vanessa Grazziotin (PCdoB – AM)

Prefeitos

– ACM Neto (DEM – BA), Salvador

– Eduardo Paes (PMDB – RJ), Rio

– Fernando Haddad (PT – SP), São Paulo

– Gustavo Fruet (PDT – PR), Curitiba

– Márcio Lacerda (PSB – MG), Belo Horizonte

Governadores

– Beto Richa (PSDB – PR)

– Geraldo Alckmin (PSDB – SP)

– Marconi Perillo (PSDB – GO)

– Pezão (PMDB – RJ)

Ministros

– Aldo Rebelo (PT – AL), Defesa

– Aloízio Mercadante (PT – SP), Educação

– Henrique Eduardo Alves (PMDB – RJ), Turismo

– Jaques Wagner (PT – BA), Secretaria do Gabinete

– Patrus Ananias (PT – MG), Desenvolvimento Agrário

Outros nomes notórios

– Agnelo Queiroz (PT – DF)

– Demóstenes Torres (s/partido)

– Gabriel Chalita (PMDB – SP)

– Jader Barbalho (PMDB – PA)

– João Paulo Cunha (PT – SP)

– Jorge Picciani (PMDB – RJ)

– Jutahy Magalhães (falecido)

– Manuela D’ÁVila (PCdoB – RS)

– Marco Maia (PT – RS)

– Ratinho Júnior (PSC – PR)

– Rosinha Garotinho (PR – RJ)

– Sérgio Cabral (PMDB – RJ)

Do Estado da Bahia aparecem os nomes

ACM Neto

Ademar Delgado

Alberto Castro

Arthur Maia

Carlos Martins

Carmem Gandarella

Dep Federal Daniel Almeida

Dinha

Eduardo Alencar

Edvaldo Brito

Geraldo Junior

Geraldo Simões

Giovani

Isaac Carvalho

Jaques Wagner

Jeferson Andrade

João Almeida (SSA)

Jose Carlos Aleluia

Jussara Márcia

Jutahy Magalhães (SSA)

Leonardo Prates

Lessa

Lomanto Junior

Luis Tavares

Marcelo Nilo

Marcio Biolchi

Mário Kertesz

Maurício Bacelar

Mauro Poeta

Nelson Pelegrino

Paulo Câmara (SSA)

Paulo Souto

Pedro Godinho

Pinheiro

Tonha Magalhães

Vânia Galvão

Waldir Pires

Baixe

Documentos da Odebrecht relacionam, partidos, mandatários e agentes políticos que receberam recursos financeiros da empresa

Sobre o autor

Carlos Augusto
Carlos Augusto Oliveira da Silva (Carlos Augusto) é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) e Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF). Atua como jornalista e cientista social. Telefone: (75)98242-8000 | E-mail: diretor@jornalgrandebahia.com.br.