Movimento Brasil Livre – Bahia convoca população para manifestação pró-impeachment no dia 13 de março de 2016

Cena de manifestação de conservadores ocorrida em Salvador.

Cena de manifestação de conservadores ocorrida em Salvador.

Em nota divulgada no domingo (06/03/2016), o Movimento Brasil Livre – Bahia (MBL Bahia) convocou população para promover protesto no domingo (13/03/2016), em Salvador.

Confira teor da nota do MBL Bahia

O Movimento Brasil Livre – Bahia (MBL Bahia) está convocando toda a população de Salvador para participar da grande manifestação a favor do impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT), que será realizada no próximo dia 13 de março de 2016, domingo. A concentração será feita às 10 horas da manhã no Farol da Barra, de onde a multidão seguirá com um mini trio até o Morro do Cristo, retornando ao Farol. O coordenador do MBL-BA, Ricardo Almeida, estima que nesta manifestação o público seja de três a quatro mil pessoas.

Em reunião recente com os coordenadores do movimento, órgãos de ordenamento e segurança como a Transalvador e a Polícia Militar foram acionados para dar o suporte necessário ao evento público e pacífico, que desta vez tem a expectativa de ser maior que as edições anteriores. “Estamos claramente numa nova etapa da campanha de luta pelo impeachment. A etapa anterior era de conscientização e mobilização da população, já nesta é de continuar a mobilização e juntar as forças com os partidos que através do mecanismo da democracia representativa levarão ao impeachment da presidente. Desta vez a nossa divulgação foi mais intensa, com mais de 70 mil itens como adesivos e panfletos, além da divulgação nas redes sociais, ” contou Ricardo Almeida.A campanha “Esse impeachment é meu” é de realização intelectual do MBL e congrega todos os partidos que hoje se mostram como oposição ao governo Dilma Rousseff. Na avaliação do MBL-BA, mais do que nunca o impeachment se viu tão fortalecido. O MBL também afere que as recentes vitórias da Operação Lava-Jato sobre o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) reforçam o que o MBL está fazendo agora e reforça a última delação feita pelo senador Delcídio do Amaral (PT-MS), que contou com riqueza de detalhes como a presidente Dilma tentou obstaculizar a Justiça.

“O MBL-BA entende que este é um momento muito propício para o dia 13. Pela primeira vez demonstrou-se que o Lula não é uma pessoa acima da lei, tendo que fazer o depoimento. É completamente falso o discurso de que a ação da Polícia Federal da última sexta-feira (4) foi truculenta e de que o Lula deporia fácil. Por muitas vezes Lula tentou não depor, entrando várias vezes com medidas na Justiça para tentar não dar o depoimento. Essa condução coercitiva mostra que como todo cidadão brasileiro Lula tem que depor, sim. Tem que prestar contas à Justiça que está acima dele e do seu partido, ” concluiu Almeida.

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br