Governo do Estado mantém investimentos e continuidade de obras em Salvador

Obras de ligação entre a Av. Orlando Gomes e a Av. 29 de Março em Salvador.

Obras de ligação entre a Av. Orlando Gomes e a Av. 29 de Março em Salvador.

Pelo menos cinco importantes obras do Governo do Estado estão em ritmo acelerado em Salvador no mês em que a capital baiana completa 467 anos. Após a conclusão da primeira etapa do metrô, que se tornou realidade quando o Governo assumiu a responsabilidade repassada pela Prefeitura, as obras da linha 2 avançam pela avenida Paralela e garantem a geração de emprego direto para cerca de seis mil pessoas.

Também com o objetivo de garantir mais mobilidade em Salvador, o Governo do Estado mantém em ritmo acelerado a duplicação da avenida Orlando Gomes, que integra o projeto dos dois corredores transversais de trânsito. A construção de contenções de encosta em áreas vulneráveis também compõe outra ação de infraestrutura executada pelo Governo do Estado que está mantida, mesmo diante do desfavorável cenário econômico nacional.

As obras da nova Concha Acústica do Teatro Castro Alves, um dos mais importantes equipamentos culturais do país, está em fase de conclusão e deve ser entregue aos baianos em maio com uma grande festa na capital baiana. Antes da Concha, Salvador recebe do Governo a sua nova piscina olímpica, que já conta com aprovação da Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA) para competições de natação, nado sincronizado e pólo aquático. Na próxima segunda (21), serão entregues 100 casas na região de Alagados, no bairro do Uruguai, resultado de um investimento de R$ 7,5 milhões.

“Salvador é um canteiro de obras do Governo do Estado, que investiu R$ 2,29 bilhões em todo o estado em 2015, nível equivalente ao de 2014. Foi o melhor desempenho neste quesito entre as dez maiores economias do país”, afirmou o secretário da Fazenda (Sefaz), Manoel Vitório. De acordo com a Sefaz, houve quedas acentuadas em Pernambuco (- 58,77%), Rio de Janeiro (-54,67%), Paraná (- 33%), e São Paulo (-30,62%). Na Bahia, o investimento ficou apenas 9,77% abaixo dos R$ 2,54 bilhões registrados em 2014, o que assegurou o fluxo de recursos para áreas estratégicas como infraestrutura e políticas sociais.

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br