Feira de Santana: vereador Isaías dos Santos critica presidente municipal do PPS: “não passa de um malfeitor, mau caráter, de um traidor”

Vereador Roque Pereira cobra explicações de Isaías de Diogo sobre saída do PPS.

Vereador Roque Pereira cobra explicações de Isaías de Diogo sobre saída do PPS.

O vereador Roque Pereira (DEM), em pronunciamento nesta segunda-feira (29/02/2016), na tribuna da Câmara Municipal de Feira de Santana, cobrou do edil Isaías dos Santos (Isaías de Diogo – Sem Partido) explicações a respeito da sua saída do PPS. Isto porque foi notificado no site Bahia na Política, que Isaías estava sem filiação partidária desde o dia 29 de setembro de 2015, mas este continuava utilizando a sigla, inclusive para solicitar tempo na tribuna da Casa da Cidadania.

“Quero falar de uma polêmica que vem existindo na cidade em relação à mudança de partido, onde o vereador Isaías de Diogo vem provocando a polêmica. Ainda na semana passada alertei Vossa Excelência, que tinha informação precisa sobre isso, e que o senhor fizesse a mudança de partido, mas o senhor falou que continuaria”, afirmou.

O vereador lembrou que também, por diversas vezes, alertou o colega a respeito do prazo dado pelo Tribunal Regional Eleitoral quanto à mudança de partidos para concorrer as eleições de 2016.

“Houve o entendimento da maioria de não esperar a mudança da janela, como foi o caso deste vereador, do vereador David Neto e Gerusa, como cuidado para não ficar sem legenda. Imagine, Vossa Excelência, se o Senado não tivesse aprovado essa janela, o senhor não poderia participar das eleições. Alertamos sobre isso, o senhor tem um assessor futuro advogado, mas deram uma mancada, esperaram muito, bastava colocar o nome no site do TRE e consultar a situação”, ressaltou.

Roque voltou a lamentar o fato de o vereador Isaías ter continuado fazendo uso da tribuna usando o nome do PPS.  “O que quero dizer com isso é que o senhor vinha participando com as inscrições, como líder do PPS, e não tinha direito a essa inscrição. Deu uma de ‘João sem braço’ ou foi muito inocente em não ter esse cuidado em saber se estava no partido ou não”, declarou.

Para o democrata, a falha foi de Isaías e também de sua assessoria. “Acho que o assessor de imprensa também falhou, sua própria assessoria a não dar essa mancada. Se a corregedora quisesse ser rígida, o senhor poderia responder. Sinto-me enganado por essas inscrições feitas desde setembro. Quando o senhor entregou um documento para sua retirada do partido, o senhor tinha obrigação de confirmar”, disse.

Em aparte, o vereador Isaías de Diogo (Sem Partido) disse ter a consciência tranquila. “Na verdade tenho minha consciência tranquila com relação a tudo o que aconteceu. Não tenho interesse, a primeira coisa que solicitei hoje foi a retirada do partido do painel. Só descobri a traição do atual presidente do PPS  através da imprensa”, afirmou.

O vereador Roque Pereira acredita que o posicionamento de Isaías se deu apenas porque a notícia já havia sido amplamente divulgada na imprensa. “O senhor fez isso hoje porque estourou na última sexta e o senhor não poderia enganar aos colegas e a Mesa”, pontuou.

Isaías de Diogo explica saída do PPS

O vereador Isaías dos Santos (Isaías de Diogo – Sem Partido) utilizou a tribuna da Casa da Cidadania, nesta segunda-feira (29/02/2016), para explicar a sua saída do PPS e deixar claro de que não sabia que estava sem partido desde setembro de 2015. Ele disse não ter culpa em ter feito uso da tribuna utilizando o tempo destinado à sigla.

“Eu quero começar o meu discurso nesta manhã agradecendo primeiramente a Deus e depois aos blogs e à imprensa de Feira de Santana. Inclusive, eu quero destacar aqui o Bahia na Política. Estivemos na sexta-feira em nosso gabinete onde liguei para Jair Onofre perguntando por que colocou uma matéria em seu site ‘Vereador Isaías de Diogo não é mais do PPS desde setembro de 2015’. Quando ouvi aquela notícia, imediatamente, eu liguei para o site e questionei do blogueiro que o que ele estava falando não era o que aconteceu”, afirmou.

O edil explicou que com a chegada do blogueiro Jair Onofre ao seu gabinete, a situação foi esclarecida. “Ano passado entreguei um documento ao PPS, ao atual presidente provisório, Deibson, que para mim não passa de um malfeitor, mau caráter, de um traidor do PPS. Esse cidadão me induziu a fazer um documento pedindo que eu entregasse esse documento por conta daquela janela, que os partidos pequenos iriam acabar. Quando fui surpreendido, entreguei documento a este cidadão e ele me disse que não iria dar entrada no documento, e esse cidadão me enganando, eu aqui usando a tribuna desta Casa, eu estava inocente, acreditei em uma pessoa que não devia ter confiança, que está traindo o prefeito José Ronaldo”, declarou.

Isaías acrescentou mais críticas ao o atual presidente do PPS, em Feira de Santana. “Uma pessoa que faz parte de um Governo, que está ali lado a lado do prefeito. Ele traiu também o prefeito, pois o prefeito não sabia que eu não estava no PPS. Eu saí do PPS em setembro de 2015 e esse elemento ruim, traiçoeiro, perigoso, porque um cidadão que tem uma atitude dessa com um companheiro, que foi eleito no PPS, não é confiável, ele trai confiança”, lamentou.

Isaías defendeu o partido, classificando a sigla como séria, porém afirmou que o PPS, em Feira de Santana, não é dirigido por pessoas responsáveis. “O PPS é um partido sério, embora aqui em Feira esteja nas mãos de pessoas erradas, inclusive do atual presidente, que é uma pessoa que não merece credibilidade nem confiança. Quero dizer aqui que tudo que estou falando é a pura verdade”, garantiu.

O vereador pediu desculpas ao blogueiro Jair Onofre, fez questão de salientar que o referido site Bahia na Política é sério, mas que inicialmente acreditou que a informação divulgada fosse um equívoco.

Isaías informou que neste mês de fevereiro o PPS tentou cancelar o pedido de desfiliação, mas não conseguiu. “Olha a bandidagem que aconteceu, eles me tiraram em setembro, depois entraram lá, não sei como é o sistema, mas quem é presidente pode fazer isso, e cancelaram no dia 24 de fevereiro, cancelaram minha saída. Imagine se uma pessoa dessa é honesta? Onde está a honestidade de uma pessoa dessa? Só que não conseguiu porque o Tribunal Superior Eleitoral emitiu uma certidão e nós tiramos a comprovação, no dia 26/02, de que o vereador não está filiado em partido nenhum. Por isso, logo pela manhã, eu pedi que retirasse a sigla que acompanha o meu nome no painel”, disse o edil, reiterando que não gosta de mentiras.

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br