Feira de Santana sedia oficina sobre finanças com foco em fundos rotativos solidários

Em Feira de Santana, encontro teve como objetivos compreender o conceito e princípios da Economia Popular Solidária.

Em Feira de Santana, encontro teve como objetivos compreender o conceito e princípios da Economia Popular Solidária.

Aconteceu nos dias 23 e 24 de fevereiro de 2016, na Pousada Central, em Feira de Santana, a oficina sobre finanças solidárias com foco em fundos rotativos solidários, promovida pelo Colegiado Territorial de Desenvolvimento Sustentável Portal do Sertão e assessorada pela Cáritas Brasileira Regional Nordeste 3. O evento contou com a participação de 90 pessoas, sendo representações de associações, cooperativas populares e grupos informais, além de assessores/as e técnicos/as do Programa Vida Melhor Urbano, CESOL (Centro Público de Economia Solidária) e Feira Produtiva.

O encontro teve como objetivos compreender o conceito e princípios da Economia Popular Solidária e sua contribuição para os processos de desenvolvimento territorial, sustentável e solidário; refletir sobre as metodologias de finanças solidárias, seus propósitos, eixos estratégicos, considerando, sobretudo, a metodologia de fundos rotativos solidários; identificar elementos da prática das ações e reflexões dos grupos produtivos e entidades de apoio e fomento e também apresentar as iniciativas de fundos rotativos existentes no Território a partir das ações do Programa Vida Melhor, Projeto CESOL e Feira Produtiva.

No primeiro dia, ocorreu uma mesa temática sobre as ações integradas relacionadas à economia solidária que são desenvolvidas pelas entidades de apoio e fomento no território de identidade Portão do Sertão. EM outro momento, o Assessor da Cáritas Brasileira Regional Nordeste 3, Marcus Fabrício, fez uma análise de conjuntura com enfoque na situação atual da SENAES e os desafios e possibilidade de atuação em rede colaborativa. Ainda no primeiro dia, participantes de grupos produtivos contribuíram com vivência sobre a metodologia de fundos rotativos solidários no fortalecimento institucional.

A discussão sobre dinâmica territorial e instrumentos de controle social por parte da sociedade civil, através dos colegiados territoriais, conduzida pela Professora Tatiana Veloso, além do debate sobre integração das metodologias de finanças solidárias foram destaques do segundo dia da oficina. Ao final do encontro, os/as participantes construíram uma matriz de oportunidades e desafios a serem assumidos pela Câmara Temática de Economia Solidária e pelo Colegiado Territorial de Desenvolvimento Sustentável Portal do Sertão.

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br