Feira de Santana está entre as 254 cidades do Brasil habilitadas ao Mayors Challenge 2016 da Bloomberg Philanthropies

Vista aérea de Feira de Santana. 254 cidades no Brasil têm 10 dias para se inscrever no Mayors Challenge 2016 da Bloomberg Philanthropies e concorrer a US$ 9 milhões em fundos para a inovação.

Vista aérea de Feira de Santana. 254 cidades no Brasil têm 10 dias para se inscrever no Mayors Challenge 2016 da Bloomberg Philanthropies e concorrer a US$ 9 milhões em fundos para a inovação.

Líderes municipais em toda a América Latina e Caribe estão respondendo ao chamado para concorrer a fundos para inovação que os ajudarão a enfrentar grandes desafios”, disse James Anderson, diretor do programa de inovação governamental da Bloomberg Philanthropies: “Esta é uma excelente oportunidade para expandir a história da criatividade na região e estamos animados para ver que cidades do Brasil aceitarão o desafio.”

Em janeiro de 2016, mais de 900 cidades com 100.00 ou mais habitantes da América Latina e do Caribe foram convidadas a participar da competição deste ano. O Mayors Challenge de 2016 dará um grande prêmio de US$ 5 milhões e quatro de US$ 1 milhão para outras quatro cidades que apresentarem ideias poderosas. Na época do lançamento, 300 cidades no Brasil foram convidadas para se inscrever na competição. Até o momento, 15% das cidades brasileiras já visitaram o site para reservar seu lugar, incluindo: Araguari; Atibaia; Bauru; Belo Horizonte; Campina Grande; Caraguatatuba; Curitiba; Dourados; Duque de Caxias; Feira de Santana; Foz do Iguaçu; Guarapari; Guarulhos; Itabira; Itajaí; Joinville; Limeira; Macaé; Magé; Manaus; Niterói; Palmas; Paragominas; Pelotas; Petrópolis; Pindamonhangaba; Poços de Caldas; Porto Alegre; Praia Grande; Presidente Prudente; Recife; Ribeirão Pires; Rio Branco; Salto; Salvador; Santos; São Carlos; São José dos Campos; São Paulo; Sorocaba; Teresina; Uberaba; Umuarama; Valinhos; Valparaíso de Goiás; e Vitória

As cidades que se enquadram e que ainda têm uma oportunidade para reservar seu lugar na competição são: Abaetetuba; Açailândia; Águas Lindas de Goiás; Alagoinhas; Almirante Tamandaré; Altamira; Alvorada; Americana; Ananindeua; Anápolis; Angra dos Reis; Aparecida de Goiânia; Apucarana; Aracaju; Araçatuba; Araguaína; Arapiraca; Arapongas; Araraquara; Araras; Araruama; Araucária; Araxá; Ariquemes; Assis; Bacabal; Bagé; Balneário Camboriú; Barbacena; Barcarena; Barra Mansa; Barreiras; Barretos; Barueri; Belém; Belford Roxo; Bento Gonçalves; Betim; Birigui; Blumenau; Boa Vista; Botucatu; Bragança; Bragança Paulista; Brasília; Brusque; Cabo de Santo Agostinho; Cabo Frio; Cachoeirinha; Cachoeiro de Itapemirim; Camaçari; Camaragibe; Cambé; Cametá; Campinas; Campo Grande; Campo Largo; Campos dos Goytacazes; Canoas; Carapicuíba; Cariacica; Caruaru; Cascavel; Castanhal; Catanduva; Caucaia; Caxias; Caxias do Sul; Chapecó; Codó; Colatina; Colombo; Conselheiro Lafaiete; Contagem; Coronel Fabriciano; Corumbá; Cotia; Crato; Criciúma; Cubatão; Cuiabá; Diadema; Divinópolis; Embu das Artes; Erechim; Eunápolis; Ferraz de Vasconcelos; Florianópolis; Formosa; Fortaleza; Franca; Francisco Morato; Franco da Rocha; Garanhuns; Goiânia; Governador Valadares; Gravataí; Guarapuava; Guaratinguetá; Guarujá; Hortolândia; Ibirité; Igarassu; Iguatu; Ilhéus; Imperatriz; Indaiatuba; Ipatinga; Itaboraí; Itabuna; Itaguaí; Itapecerica da Serra; Itapetininga; Itapevi; Itapipoca; Itaquaquecetuba; Itatiba; Itu; Ituiutaba; Jaboatão dos Guararapes; Jacareí; Jandira; Jaraguá do Sul; Jaú; Jequié; Ji-Paraná; João Pessoa; Juazeiro; Juazeiro do Norte; Juiz de Fora; Jundiaí; Lagarto; Lages; Lauro de Freitas; Linhares; Londrina; Luziânia; Macapá; Maceió; Marabá; Maracanaú; Maranguape; Maricá; Marília; Maringá; Marituba; Mauá; Mesquita; Mogi das Cruzes; Mogi Guaçu; Montes Claros; Mossoró; Muriaé; Natal; Nilópolis; Nossa Senhora do Socorro; Nova Friburgo; Nova Iguaçu; Novo Gama; Novo Hamburgo; Olinda; Osasco; Ourinhos; Paço do Lumiar; Palhoça; Paranaguá; Parauapebas; Parintins; Parnaíba; Parnamirim; Passo Fundo; Passos; Patos; Patos de Minas; Paulista; Paulo Afonso; Petrolina; Pinhais; Piracicaba; Piraquara; Poá; Ponta Grossa; Porto Seguro; Porto Velho; Pouso Alegre; Queimados; Resende; Ribeirão das Neves; Ribeirão Preto; Rio Claro; Rio das Ostras; Rio de Janeiro; Rio Grande; Rio Verde; Rondonópolis; Sabará; Santa Bárbara d’Oeste; Santa Cruz do Sul; Santa Luzia; Santa Maria; Santa Rita; Santana; Santana de Parnaíba; Santarém; Santo André; Santo Antônio de Jesus; São Bernardo do Campo; São Caetano do Sul; São Félix do Xingu; São Gonçalo; São João de Meriti; São José; São José de Ribamar; São José do Rio Preto; São José dos Pinhais; São Leopoldo; São Lourenço da Mata; São Luís; São Mateus; São Vicente; Sapucaia do Sul; Serra; Sertãozinho; Sete Lagoas; Simões Filho; Sinop; Sobral; Sumaré; Suzano; Taboão da Serra; Tatuí; Taubaté; Teixeira de Freitas; Teófilo Otoni; Teresópolis; Timon; Toledo; Três Lagoas; Trindade; Tubarão; Tucuruí; Ubá; Uberlândia; Uruguaiana; Varginha; Várzea Grande; Várzea Paulista; Vespasiano; Viamão; Vila Velha; Vitória da Conquista; Vitória de Santo Antão; Volta Redonda; e Votorantim

As inscrições devem ser enviadas pela prefeitura ou por uma secretaria sob a supervisão de um executivo ou órgão autorizado.

Os principais marcos no Mayors Challenge 2016 para os participantes incluem:

Até 15 de março de 2016, todas as cidades devem se inscrever na competição em mayorschallenge.bloomberg.org

Até 15 de abril de 2016, todas as cidades devem enviar suas ideias

Em junho de 2016, serão anunciados aproximadamente 20 finalistas

Em julho de 2016, as equipes das cidades finalistas participarão do Ideas Camp, uma reunião de dois dias onde as cidades finalistas trabalham com peritos para ampliar e fortalecer suas ideias

Até o final de 2016, serão anunciadas as cinco cidades vencedoras

A competição de 2016 na América Latina e Caribe é modelada a partir das competições Mayors Challenge anteriores durante as quais centenas de cidades nos EUA e Europa alavancaram recursos, talento e criatividade dos moradores e de outros setores para desenvolver suas idéias inovadoras.

“Para Atenas, vencer o Mayors Challenge abriu a porta para o mundo. O prefeito Giorgos Kaminis estava pronto para avançar, mas o prêmio nos deu o impulso para nos tornarmos parte integrante do debate internacional sobre inovação das cidades”, disse Amalia Zepou, vice-prefeita de Atenas e responsável pela sociedade civil e de descentralização do município. Atenas, na Grécia, foi uma das cidades vencedoras no Mayors Challenge europeu em 2014.

“Você não pode subestimar o valor de uma rede de cidades, o Mayors Challenge o coloca em contato com as pessoas mais interessantes que participam de governos locais”, disse Julie Rusk , Diretora de Serviços Humanos da Cidade de Santa Mônica, Califórnia. Santa Mônica foi uma das cidades vencedoras do Mayors Challenge nos Estados Unidos em 2013.

As cidades vencedoras nas competições dos Estados Unidos e Europa têm diferentes níveis de população e capacidade de inovação. Por exemplo, três cidades vencedoras de Mayors Challenges anteriores tinham populações menores do que 500.000 pessoas, incluindo Santa Mônica, na Califórnia, (Pop.: 92.470); Kirklees, no Reino Unido (Pop.: 422.500); e Providence, em Rhode Island (Pop.: 177.994). Providence foi a primeira colocada e recebeu US$ 5 milhões no primeiro Mayors Challenge.

Para saber mais sobre o Mayors Challenge, visite www.mayorschallenge.bloomberg.com e @BloombergCities no Twitter e Instagram. Cidades com 100.000 ou mais residentes na América Latina e Caribe estão convidadas a concorrer nesta competição anual.

Prazo

254 cidades no Brasil têm 10 dias para se inscrever no Mayors Challenge 2016 da Bloomberg Philanthropies, uma competição para inspirar cidades da América Latina e Caribe a desenvolver ideias inovadoras que solucionem problemas importantes, melhorem a vida nas cidades e possam ser compartilhadas com outras cidades futuramente. As cidades que se enquadram devem se inscrever em www.mayorschallenge.bloomberg.org até 15 de março de 2016 para reservar seu lugar na competição.

Sobre a Bloomberg Philanthropies

A Bloomberg Philanthropies trabalha em mais de 120 países no mundo inteiro para garantir vidas melhores e mais longas para o maior número de pessoas. A organização foca em cinco áreas críticas para introduzir uma mudança duradoura: Artes, Educação, Meio Ambiente, Inovação Governamental e Saúde Pública. A Bloomberg Philanthropies engloba todas as atividades beneficentes de Michael R. Bloomberg, incluindo sua fundação e suas doações pessoais. Em 2015, a Bloomberg Philanthropies distribuiu mais de meio bilhão de dólares.  Para obter mais informações, visite bloomberg.org ou siga-nos no Facebook, Instagram, Snapchat: Bloombergdotorg e Twitter @BloombergDotOrg.

Sobre o autor

Carlos Augusto
Carlos Augusto Oliveira da Silva (Carlos Augusto) é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) e Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF). Atua como jornalista e cientista social. Telefone: (75)98242-8000 | E-mail: diretor@jornalgrandebahia.com.br.