Ex-ministro Gilberto Carvalho critica condução da PF e do Ministério Público no caso Lava Jato

Ex-ministro Gilberto Carvalho critica condução da PF e do Ministério Público no caso Lava Jato.

Ex-ministro Gilberto Carvalho critica condução da PF e do Ministério Público no caso Lava Jato.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva permanece na sede do Diretório Nacional do PT, no centro da cidade de São Paulo, para onde  se dirigiu logo após depor, sob condução coercitiva, no Aeroporto de Congonhas, na 24ª fase da Operação Lava Jato. Lula chegou ao local em um carro preto e entrou no prédio pela garagem.

Desde cedo, dirigentes do partido chegam ao Diretório, onde, daqui a pouco, às 14h, o presidente do PT, Rui Falcão, e o ex-presidente darão entrevista.

Do lado de fora do prédio, militantes manifestam-se em solidariedade a Lula, gritando frases como “Lula, guerreiro do povo brasileiro” e “Não vai ter golpe”.

Ao chegar, o ex-ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho,  criticou a conduta do Ministério Público Federal e da Polícia Federal nas investigações. “Não sabemos a podridão que estão sendo as delações premiadas, que vão apenas para um lado”, disse Gilberto Carvalho.

“Eu chamo a atenção para o fato de que as empreiteiras doaram para todo mundo, mas isso só vale, quando é contra o PT”, afirmou o ex-ministro. “Essa poeira ainda vai baixar, e quem sairá desmoralizado não será o Lula”, afirmou Gilberto Carvalho.

*Com informação da Agência Brasil.

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br