Em respostas às críticas, vereador Reinaldo Miranda diz que comerciantes de Feira de Santana qualificam presidente da ACEFS, Marcelo Alexandrino, como “pelego patronal”

Vereador Reinaldo Miranda (Ronny) diz que comerciantes de Feira de Santana qualificam presidente da Associação Comercial, Marcelo Alexandrino, como "pelego patronal".

Vereador Reinaldo Miranda (Ronny) diz que comerciantes de Feira de Santana qualificam presidente da Associação Comercial, Marcelo Alexandrino, como “pelego patronal”.

O presidente da Câmara Municipal de Feira de Santana, Reinaldo Miranda – Ronny (PHS), utilizou a tribuna da Casa da Cidadania, nesta segunda-feira (21/03/2016), para responder às críticas proferidas pelo presidente da Associação Comercial de Feira de Santana (ACEFS), Marcelo Alexandrino, durante o Programa Silvério Silva, no último domingo. De acordo com edil, Alexandrino teria dito que o Legislativo feirense não estava contribuindo para o ordenamento do centro da cidade.

“Vou fazer um comentário sobre o quadro ‘Para Quem Você Tira o Chapéu’, do Silvério Silva, um dos programas de rádio mais importantes de Feira de Santana. No quadro de ontem, o presidente da Associação Comercial de Feira de Santana, Marcelo Alexandrino, entrevistado do quadro, disse que era meu amigo. Até então não tiro as palavras dele, sempre tive muito respeito com seu Marcelo e sempre tive um bom relacionamento. Mas divergências políticas são naturais. Não posso deixar que ele deixe de expor as suas, como não posso deixar de expor as minhas. Porém, o respeito, assim como respeito todos os seus posicionamentos”, afirmou.

Para Ronny, o referido comentário do presidente da Associação Comercial de Feira de Santana demonstra que ele está desinformado, uma vez que o Legislativo não é o responsável pelo ordenamento do centro comercial.

“Diante do comentário, eu entendo porque uma parte dos comerciantes de Feira de Santana chama Marcelo de ‘pelego patronal’, não são todos, mas uma parte. Isso é o que eles dizem, não sei. Mas, o que posso dizer é que ele, como representante classista, está desinformado ou não tem, acredito mais nesta palavra, coragem. Primeiro, porque o responsável pelo ordenamento das ruas não é a Câmara Municipal de Feira de Santana, e sim o Poder Executivo; não somos nós. Talvez, ele não tenha essa coragem de falar que a responsabilidade é do Governo Municipal, é do prefeito José Ronaldo de Carvalho”, avalia.

O edil ressaltou que Marcelo Alexandrino é incisivo na hora de tratar e criticar o Governo Federal, mas não tem o mesmo comportamento quando se trata de demandas na esfera do Município.

“Talvez, ele não tenha a coragem de falar diretamente do prefeito José Ronaldo e coloca a culpa do ordenamento da cidade nos vereadores, em nós vereadores. O que se observa no presidente da Associação Comercial é que ele é corajoso para tratar das coisas do Governo Federal, que estão longe de Feira de Santana, brigando com alguém que está distante daqui de Feira, mas quando é pra tratar de questões locais, ele não vai para o enfrentamento. E isto ficou notório no seu pronunciamento, então ele não direcionou que a responsabilidade é do Poder Executivo e não nossa”, reclamou.

Ronny disse ainda que a Casa da Cidadania repudia as palavras que foram ditas por Marcelo Alexandrino. “O Poder Legislativo vem contribuindo com quem produz e quem consome. O seu Marcelo deve tomar a direção que vá ao encontro de quem representa, e não se rebaixar por medo de tomar decisões duras para a defesa dos empresários do comércio da cidade. Devemos sim, esta Casa, Poder Legislativo, repudiar as palavras do senhor Marcelo, tenho muito respeito a todos e divergências de pensamento são normais, são naturais de todos nós que vivenciamos a vida pública, em especial, quem vivencia a vida de Feira de Santana”, salientou.

O vereador destacou que não poderia deixar de se pronunciar em defesa do Legislativo. “Eu jamais poderia deixar de me pronunciar, na manhã de hoje, sobre o posicionamento do senhor Marcelo. Quero apenas salientar que é meu amigo, como ele mesmo falou no programa de Silvério Silva, porém disse não tirava o chapéu, porque os vereadores não fazem nada para o ordenamento da cidade de Feira de Santana. O que podemos fazer? A responsabilidade é do Executivo, quem faz é o Executivo”, reiterou.

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br