Eleições 2016 – Feira de Santana: vereador Luiz Augusto retorna ao Democratas

Luiz Augusto de Jesus (Lulinha).

Luiz Augusto de Jesus (Lulinha).

Durante pronunciamento, na terça-feira (08/03/2016), na Câmara Municipal de Feira de Santana, o vereador Luiz Augusto de Jesus – Lulinha informou que está deixando o Partido Ecológico Nacional (PEN) para ingressar no partido Democratas (DEM). Na oportunidade, Lulinha fez um convite a todos para participar do ato de sua filiação ao DEM, na próxima quinta-feira, às 8h30, na Prefeitura Municipal de Feira de Santana.

Ele ressaltou que já fez parte do Democratas, “o qual tem um dos maiores gestores de Feira de Santana, que é o prefeito José Ronaldo”, disse Lulinha, afirmando que o partido terá a maior bancada do Legislativo feirense de todos os tempos. “E, com fé em Deus, com o trabalho prestado e com o reconhecimento do povo, com certeza, irei voltar a esta Casa na próxima legislatura, para continuar com o trabalho em defesa de Feira de Santana e do seu povo”, anseia.

O vereador fez questão de salientar que só saiu do Democratas para o PEN, porque acreditava que, em um partido menor, teria mais chance de se eleger a deputado estadual. “E fui o mais votado do PEN na Bahia para deputado estadual, com quase 13 mil votos”, disse Lulinha, acrescentando que, junto com o ex-deputado Humberto Cedraz, trabalhou com afinco e amor no Partido Ecológico Nacional. “E hoje o partido está bem visto na Bahia toda, porque nós demos visibilidade ao PEN, que não era muito conhecido no estado”.

Lulinha entrega carta de desfiliação do PEN

Durante o tempo no grande expediente, na sessão ordinária desta terça-feira (08), na Casa da Cidadania, o vereador Luiz Augusto de Jesus, Lulinha, informou que entregou nesta manhã sua carta de desfiliação do Partido Ecológico Nacional- Pen, o qual foi um dos fundadores na cidade. Lulinha se filiará ao partido Democratas.

“Antes de ser expulso do Pen pelo vereador Tom, tomei a decisão de entregar hoje minha carta de desfiliação. Estou deixando um partido o qual ajudei a fundar, filiei várias pessoas, tive mais de 4 mil votos na eleição para deputado. Mas, deixo devido à mudança do diretório estadual e municipal, hoje o partido conta com uma nova direção que não merece minha confiança”, justificou Lulinha.

Lulinha ainda teceu críticas ao presidente do diretório estadual do Pen, Erivelton Santana. “Senhor Erivelton parece que tem duas palavras. Em conversa com Erivelton ele disse que não tem mais a intenção de apoiar o prefeito José Ronaldo, postura contrária daquela adotada pelo partido desde o início. A partir do momento em que toma esse rumo eu saiu definitivamente do partido que aprendi a amar”, pontuou.

Outro motivo que levou o edil a pedir sua desfiliação foi um mal estar ocorrido entre ele e o novo presidente municipal do partido, vereador Tom (PEN), na manhã da última segunda-feira (07), no plenário da Câmara. “O que houve ontem nesta Casa foi falta de respeito e ética. O vereador Tom poderia ter conversado comigo antes de se anunciar novo presidente do partido, cargo antes ocupado por mim, e então entraríamos num acordo para fazermos o anúncio. Seria muito mais ético, mas como não quero confusão vou para outro partido e continuo trabalhando em busca de minha reeleição, se assim o povo de Feira desejar”, disparou.

Lulinha aproveitou o momento para ressaltar seu trabalho como vereador da cidade. “Tenho certeza que tenho me empenhado muito. Fui autor de vários requerimentos e indicações que visam melhorias para a cidade. Também temos o apoio do deputado Zé Nunes, que sempre coloca emendas para Feira de Santana e ontem acabei de receber a notícia de que ele colocou outra de R$ 630 mil. R$ 300 mil, que será para a construção de um Centro Recreativo no bairro da Conceição e os outros R$ 330 mil para a saúde e ai vou ver com a secretária Denise Mascarenhas para onde essa verba será destinada”, disse.

Para Lulinha, esta é a função do vereador: fazer indicações, cobrar e reivindicar melhorias para comunidade e cidade. “As melhorias estão saindo, os distritos estão podendo acompanhar a realização de obras. Nossos compromissos estão sendo assumidos. Esse é o trabalho do vereador, lutar pelas melhorias”, avaliou.

Em aparte, o parlamentar Tonhe Branco (PSC) pediu que Lulinha solicitasse do deputado José Nunes uma emenda destinada para compra de uma máquina de ressonância magnética e outra de tomografia. “A população para ter acesso a esses exames que tem pagar, e custa caro”, pediu. Em resposta Lulinha explicou que estes equipamentos são caros e talvez o valor da emenda não seja o suficiente para a aquisição.

“Mesmo se comprasse, apenas uma máquina não é o suficiente para assistir toda a população, sem falar que não basta apenas ter a máquina é preciso ter os profissionais para manuseá-las”, respondeu.

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br