Deputado Arthur Oliveira Maia repudia declarações sobre possível suspensão do Brasil no Mercosul

Deputado Arthur Oliveira Maia repudia declarações sobre possível suspensão do Brasil no Mercosul.

Deputado Arthur Oliveira Maia repudia declarações sobre possível suspensão do Brasil no Mercosul.

A Representação Brasileira do Parlamento do Mercosul (Parlasul) vai pedir explicações sobre as declarações da chanceler argentina, Susana Malcorra, de que o Brasil pode ser suspenso do Mercosul em caso de impeachment. Em reunião do colegiado ocorrida na tarde desta terça-feira (22), o presidente, senador Roberto Requião (PMDB/PR), decidiu enviar um ofício à Embaixada da Argentina depois que o deputado Arthur Oliveira Maia (PPS/BA) repudiou as declarações da chanceler argentina dadas em uma coletiva de imprensa na segunda-feira (21/03/2016).

Na entrevista, ela afirmou que o Mercosul poderá “eventualmente” acionar a cláusula democrática contra o Brasil e suspendê-lo temporariamente do bloco conforme se acentue a crise política no país. Malcorra disse que o assunto não está na agenda neste momento e que é preciso analisar os requisitos da cláusula. “Mas uma desvinculação temporária poderia acontecer”, acrescentou. Segundo o jornal Folha de S. Paulo, a chanceler afirmou que “a Argentina apoia a presidente Dilma, que foi eleita democraticamente” e que “não se pode ter nenhuma mudança que não seja por meio das instituições democráticas e da constituição”.

Em plenário, Maia criticou a postura de Susana Malcorra e pediu que, “se confirmadas as infelizes declarações, o Parlamento proteste veementemente perante o governo argentino contra esse desrespeito às instituições brasileiras”. “O impeachment está tendo o seu curso normal aqui no Congresso. Se temos crises políticas, sempre as resolvemos dentro da legalidade desde a promulgação da nossa Constituição. Essa infeliz declaração merece atenção da Comissão do Parlasul e do Congresso Nacional, afinal se trata da chefe da diplomacia argentina acusando o nosso país de não estar obedecendo as normas democráticas, como se os deputados que aqui analisam o processo de impeachment estivessem participando de um golpe. Eu não posso admitir, como deputado, ser incluído nessa conta”, repudiou.

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br