CMFS: vereador rebate fala de colegas e se mostra contra demissão de funcionários da Ebal

Vereador Isaías dos Santos diz que é contra demissão de funcionários da Ebal.

Vereador Isaías dos Santos diz que é contra demissão de funcionários da Ebal.

No uso da tribuna, na manhã desta quarta-feira (16/03/2016), na Câmara Municipal de Feira de Santana (CMFS), o vereador Isaías de Diogo (sem partido) rebateu a fala de alguns vereadores que defendem a formação do “chapão” para a próxima eleição. Também durante seu pronunciamento, ele pediu ao Governo do Estado que volte atrás da decisão de demitir cerca de 2 mil funcionários da Ebal.

“Primeiro, quero dizer aos colegas que graças a Deus não sou preguiçoso, como foi dito aqui. Meu gabinete funciona todos os dias, de segunda a sexta, inclusive feriados. E, se eu não estiver atendendo em meu gabinete, estou atendendo nas comunidades. Quando falam que tem vereador que não trabalha, não estão falando de mim. Quando falam de chapão, na minha visão, é importante para Ronny, David Neto, Carlito do Peixe, Eremita, Gerusa, Cíntia, Eli Ribeiro e Roque. A Casa fala em eleger nove no chapão, e são esses. Não falei aqui em Lulinha, Justiniano, Tom, Roberto Tourinho. E avaliar isso não é ter medo. As pessoas acham que voto é brincadeira”, disse.

Isaías continuou argumentando sua posição em relação ao “chapão”. “Não estou brincando e acho que não devam fazer o colega de peteca. Defendo o chapão e quem sou eu para impedir a realização do sonho dos colegas? Se eu puder contribuir, contribuo, mas não terão minha presença. Estou aqui para apoiar na medida do possível. Terão meu apoio, mas não terão minha presença”, garantiu.

Ele questionou ainda a preocupação de alguns vereadores em levá-lo para o “chapão”. “Não sei por que essa preocupação de levar Isaías, Marcos Lima, Tonhe Branco, Correia e Robeci para o chapão. E aqui quero agradecer as palmas que me deram quando me chamaram de preguiçoso. Quem está aí nas galerias e me conhece sabe que não sou preguiçoso, diferente de muitos. Não tenho medo de vaias e aplausos, quem me colocou aqui foi Deus e se for da vontade dele eu permaneço ou saio. E se sair, saiu daqui de cabeça erguida, porque não enganei, não trapaceei ninguém. E quero encerrar este assunto, pois não darei mais ipobe a ele. Quero agora abordar outro assunto”, disparou.

Em seguida, o edil passou a tratar sobre a informação de que cerca de 2 mil funcionários da Ebal serão demitidos. “Por irresponsabilidade do Governo do Estado. Estou aqui para falar pelos que serão demitidos, porque eles não têm os microfones para falar. Quantos aqui já compraram na Cesta do Povo? Meus pais faziam compras lá, pois era referência de compra para aqueles que não tinham boas condições financeiras. Precisamos ajudar estas pessoas que nos colocaram aqui dentro. Venho recebendo pessoas preocupadas com essa situação em meu gabinete. Temos que achar uma maneira de tentar impedir este desastre maligno que o Governo do Estado causará a pais de família”.

Em aparte, o edil Edvaldo Lima (PP) convidou Isaías de Diogo e Tonhe Branco para marcharem no PP. “O partido está de braços abertos para recebê-los. E, em relação à demissão de funcionários da Ebal, quero dizer que sou contra esta decisão. Peço que o Governo do Estado adote as devidas providências para amparar estas pessoas, que são pais de família e não podem ficar desamparados. São 25, 30 anos de serviços prestados e sou solidário a elas. O Governo tem obrigação moral de relocar estes trabalhadores”, opinou.

De volta com a palavra, Isaías pediu ao governador Rui Costa (PT) que atenda ao pedido do colega Edvaldo Lima. “Quem está falando isso é o vereador Edvaldo Lima, do PP, partido que faz parte da sua base. Ele também está se mostrando contra essa decisão. Ouça ele, não desempregue tantos pais de família. Os deputados estaduais precisam se atentar a esta situação e não desamparar estes trabalhadores”, finalizou.

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br