Traficante comparsa de Aladim é condenado quase 35 anos de prisão, informa MPBA

Ronei Gabriel Gomes acaba de ser condenado há 34 anos e 11 meses de prisão pelos homicídios de Charles Araújo Lima e Anthony Rodrigues Aragão, bem como pela ocultação do cadáver de Anthony. A decisão foi tomada após o réu ser condenado pelo Tribunal do Júri no município de Miguel Calmon, em julgamento realizado na quarta-feira (24/02/2016). Ronei ainda pode recorrer da sentença, mas irá cumprir a pena, inicialmente, em regime fechado. Os crimes aconteceram no dia 31 de julho de 2008 na zona rural do município e teriam sido cometidos em parceria com Renildo dos Santos Nascimento, conhecido como Aladim.

Aladim, um dos criminosos acusados de comandar o tráfico e ordenar chacinas em diversos bairros da capital baiana, não chegou a ser julgado, pois estava preso no presídio federal de segurança máxima de Catanduvas e foi morto dentro do sistema prisional antes do julgamento. A denúncia, apresentada pelo MPE, relata que Ronei e Aladim teriam matado Charles e Anthony com o objetivo de mater o domínio do tráfico em Piritiba, município vizinho de Miguel Calmon. Antes de ser preso e morto, Aladim estava tentando expandir a sua atividade de tráfico no interior do estado, em cidades nas quais chegou a se esconder, como Piritiba.

*Com informações do Ministério Público do Estado da Bahia (MPBA).

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br