Secult Bahia e Prefeitura de Salvador emitem nota de pesar em memória de Myriam Fraga

Jornalista, poeta e contista, Myriam Fraga.

Jornalista, poeta e contista Myriam Fraga.

A secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA) e a Prefeitura de Salvador emitiram nota de pesar em memória de Myriam Fraga, jornalista, poeta e contista.

Confira o teor das notas

A Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA) e suas unidades vinculadas – Fundação Cultural do Estado da Bahia, Fundação Pedro Calmon e Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia –  lamentam o falecimento da jornalista, poeta e contista, Myriam Fraga. Myriam faleceu na tarde desta segunda-feira (15/02/2016) em consequência da leucemia pela qual vinha se tratando há algum tempo.

Nascida em 9 de novembro de 1937, em Salvador, Myriam Fraga ingressou na literatura a partir de publicações em revistas e suplementos literários, tendo estreado com o livro de poesias intitulado Marinhas (1964). Lançou 13 livros poéticos e teve seus poemas traduzidos para o inglês, o francês e o alemão, participando de diversas antologias nacionais e internacionais. Em 30 de julho de 1985, tomou posse na Academia de Letras da Bahia após eleição unânime, passando a ocupar a Cadeira de nº 13. Dirigia a Fundação Casa de Jorge Amado desde sua instituição, há 30 anos, e é citada por diversas publicações, a exemplo do Pequeno Dicionário de Literatura Brasileira, de José Paulo Paes e Massaud Moisés (1968) e História da Literatura Brasileira, de Luciana Stegagno Picchio (1997), além do Dicionário Crítico de Escritoras Brasileiras: 1711-2001, por Nelly Novaes Coelho (2002).

Entre 1980 e 1986, esteve à frente de projetos pioneiros na Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb), quando coordenou a Coleção dos Novos e foi responsável pelo projeto de criação do Centro de Estudos de Literatura Luiz Gama, hoje Departamento de Literatura. A escritora foi membro do Conselho Federal de Cultura (1990 a 1993), do Conselho Federal de Política Cultural (1993 a 1996), e do Conselho Estadual de Cultura (1992 a 2006), dentre outras instituições. Dentre os títulos recebidos ao longo de sua trajetória, destaque para a Medalha Castro Alves (Ordem Brasileira dos Poetas da Literatura de Cordel. Salvador, 1984), o de Personalidade Cultural (União Brasileira de Escritores – UBE. Rio de Janeiro, 1987) e a Medalha Maria Quitéria (Câmara dos Vereadores da Cidade do Salvador, 1996).

A SecultBA transmite o seu pesar pelo acontecimento aos familiares e amigos.

ACM Neto lamenta a morte da escritora Myriam Fraga

O prefeito ACM Neto lamentou nesta segunda-feira (15) a morte da escritora, poetisa e diretora da Fundação Casa de Jorge Amado, Myriam Fraga. “Poucas pessoas contribuíram tanto nas últimas décadas para o desenvolvimento e divulgação da cultura baiana como Myriam Fraga”, afirmou o prefeito.

ACM Neto disse, também, que Myriam Fraga foi fundamental para organizar e catalogar todo o acervo de Jorge Amado, que está à disposição de pesquisadores, estudantes e de todas as pessoas na fundação que leva o nome de um dos mais conhecidos escritores do mundo. “Aos amigos e familiares de Myriam Fraga, os meus sentimentos”, concluiu o prefeito.​

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br