Orquestra Juvenil da Bahia estreia ciclo Beethoven

Cartaz 'Ciclo Beethoven'.

Cartaz ‘Ciclo Beethoven’.

Principal formação do programa NEOJIBA, a Orquestra Juvenil da Bahia inicia na primeira semana de março sua temporada de concertos em 2016 com um Ciclo Beethoven. Ao longo do ano serão apresentadas as nove sinfonias e obras concertantes do compositor alemão. A abertura da temporada acontece no Teatro Castro Alves (TCA), quarta-feira, 09 de Março de 2016, às 20h, sob a regência de Ricardo Castro, fundador e diretor geral do programa NEOJIBA. Os ingressos custam R$ 4 (inteira) e R$ 2 (meia).

Paralelo aos concertos no TCA, a orquestra apresenta também o Ciclo Beethoven – Jovens solistas e maestros do NEOJIBA em Igrejas de Salvador, nos domingos que antecedem as apresentações no teatro. Estes concertos têm uma proposta didática e oferecem ao público a possibilidade de aprender mais sobre a vida e as obras do grande compositor. O primeiro concerto acontece na Igreja de São Francisco, no dia 06 de Março, domingo, às 16h e conta com a participação de solistas de madeiras do NEOJIBA e do jovem maestro Cassio Bitencourt.

Esta é a primeira vez que a Orquestra Juvenil da Bahia anuncia uma temporada temática no inicio do ano, com 16 apresentações – 8 na sala principal do TCA e 8 em igrejas – até o dia 17 de dezembro. Em cada concerto uma sinfonia de Beethoven dialoga com importantes nomes da história da música, incluindo compositores nacionais contemporâneos e jovens talentos revelados no NEOJIBA. O programa de estreia apresenta, além da 1° Sinfonia do ícone alemão, a “Abertura Festival Acadêmico”, de Johannes Brahms, e Choros nº 6, de Heitor Villa-Lobos, que festeja seus 129 anos este mês de março.

Ricardo Castro destaca o caráter formativo do repertório escolhido para 2016, que permite à Orquestra Juvenil da Bahia demonstrar toda sua riqueza e potencial. “O ciclo Beethoven será uma ferramenta de formação e crescimento para os integrantes do NEOJIBA. Sempre é uma experiência de vida tocar as nove sinfonias deste grande compositor. Outras grandes obras, incluindo estreias baianas, serão preparadas durante o ano, como a Sagração da Primavera de Stravinsky ou 7 Flechas, Batuque Concertante, de Paulo Costa Lima, dando assim continuidade a nossa metodologia de desenvolvimento instrumental, artístico e humano a partir do repertório”, afirma o maestro.

Orquestra Juvenil da Bahia

Primeira formação do programa NEOJIBA, a Orquestra Juvenil da Bahia foi criada em 2007 e fez sua primeira apresentação pública no dia 20 de outubro daquele ano, no Teatro Castro Alves. Sob a direção artística de seu fundador, o maestro e pianista Ricardo Castro, a orquestra já realizou cerca de 200 apresentações para mais de 150 mil pessoas. Artistas como Martha Argerich, Jean-Yves Thibaudet, Midori Goto, Schlomo Mintz, Maxim Vengerov, Maria João Pires, Cesar Camargo Mariano e Orkestra Rumpilezz são alguns dos que já tocaram ao lado da formação.

O grupo se destaca pela excelência, vigor e originalidade. Com inédita experiência na realização de turnês, a orquestra já se apresentou em vários países como Portugal, Alemanha, Inglaterra, Suíça, Itália e EUA, além de 10 estados brasileiros e cidades do interior da Bahia. Para esta temporada, a Juvenil chega renovada com as audições que aconteceram em fevereiro. “Todos os anos fazemos seleções internas e externas para compor a Orquestra Juvenil. Em 2016 o nível dos candidatos foi altíssimo, prometendo uma grande temporada com grandes momentos de beleza e muitos motivos de orgulho para nossa Bahia!”, afirma Ricardo Castro.

Beethoven

Ludwig van Beethoven viveu entre 1770 e 1827. Suas primeiras conquistas como compositor revelam que ele perpetua a tradição vienense clássica, herdada de Mozart e Haydn. O estilo individual de suas composições se desenvolveu á medida que suas aflições pessoais, como a surdez e a incapacidade de se relacionar, se tornavam maiores. Ao final de sua vida, escreveu suas obras mais sublimes e profundas. Seu sucesso combina tradição, experimentações e expressão pessoal, por isso foi considerado uma figura musical dominante do século XIX. Todos os compositores mais significativos do seu tempo foram influenciados e reconheceram a importância de sua obra. As nove sinfonias de Beethoven são monumentos centrais da cultura ocidental. Elas revelam com clareza o percurso de Beethoven: a primeira obra já é inovadora, mas ainda tem uma estética clássica; a terceira ultrapassa todos os limites do classicismo; a quinta, cujo motivo musical de quatro notas tornou-se um dos mais conhecidos da história; até a nona, obra transcendental e primeira sinfonia a incorporar a voz humana.

Sobre o Programa NEOJIBA

Criado em 2007 como um dos programas prioritários do Governo do Estado da Bahia, o NEOJIBA tem por objetivo promover o desenvolvimento e a integração social, prioritariamente de crianças, adolescentes e jovens em situações de vulnerabilidade, por meio do ensino e da prática musical coletiva. O NEOJIBA beneficia cerca de 4.600 crianças, adolescentes e jovens em todo o estado da Bahia. É uma ação da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS) e seu diretor fundador é o maestro e pianista Ricardo Castro.

Agenda

Orquestra Juvenil da Bahia – Regência Ricardo Castro

Teatro Castro Alves (Praça Dois de Julho, s/n, Campo Grande) | Salvador

Quarta-feira, 09/03/2016, às 20h

Programa: Ludwig van Beethoven – 1ª Sinfonia; Johannes Brahms – Abertura Festival Acadêmico; Heitor Villa-Lobos – Choros nº 6

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br