MPBA elege lista tríplice para procurador-geral de Justiça

Os promotores de Justiça Márcio Fahel, Ediene Lousado e Pedro Maia.

Os promotores de Justiça Márcio Fahel, Ediene Lousado e Pedro Maia.

Os promotores de Justiça Pedro Maia, Ediene Lousado e Márcio Fahel integram a lista tríplice que será entregue ao governador do Estado, Rui Costa, para escolha do nome do procurador-geral de Justiça que chefiará o Ministério Público do Estado da Bahia (MPBA) no biênio 2016/2018. Candidato mais votado, Pedro Maia obteve 277 votos, seguido de Ediene Lousado (270) e Márcio Fahel (244). A lista será entregue ao governador pela procuradora-geral de Justiça em exercício Sara Mandra Rusciolelli Souza.

Cinco candidatos disputaram a eleição, que aconteceu das 9h às 17h no auditório da sede do MP-BA, no Centro Administrativo da Bahia, em Salvador. Além dos três mais votados, concorreram os promotores de Justiça Alexandre Cruz (239 votos) e Millen Castro (192). Participaram da eleição 495 dos 545 eleitores do Ministério Público (procuradores e promotores de Justiça).

Confira o perfil dos candidatos eleitos

Pedro Maia Souza Marques – Natural de Salvador, tem 36 anos e ingressou no MP em 2004. Atuou nas comarcas de Canarana, Santa Maria da Vitória, Barreiras, Gandu e Vitória da Conquista. Foi promovido em 2013 para Salvador. Coordenou o Grupo de Atuação Especial de Combate a Sonegação Fiscal e Crimes Contra a Ordem Tributária (Gaesf) e Centro de Apoio Operacional Criminal (Caocrim).

Ediene Santos Lousado – Natural de Santa Terezinha, tem 48 anos e ingressou no Ministério Público em 1993. Atuou nas Promotorias de Justiça de Bom Jesus da Lapa, Itiúba, Caravelas, Ilhéus e Barreiras. Foi promovida para Salvador em 2009, onde atuou na Vara de Tóxicos. Coordenou a Promotoria de Justiça Regional de Barreiras, o Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Crimonosas (Gaeco) e ocupava o cargo de secretária-geral do MP.

Márcio José Cordeiro Fahel – Natural de Itabuna, tem 44 anos e ingressou no Ministério Público em 1993. Atuou nas Promotorias de Justiça de Mucuri, Aurelino Leal, Ibicaraí e Itabuna. Foi promovido em 2009 para Salvador, onde atuou na 1º Promotoria de Justiça Criminal e na 6ª Promotoria de Justiça da Cidadania. Coordenou a Promotoria de Justiça Regional de Itabuna e o Centro de Estudos e Aperfeiçoamento Funcional (Ceaf) e ocupou os cargos de secretário-geral do MP e de chefe de Gabinete. Ocupa, desde 2014, o cargo de procurador-geral de Justiça.s

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br