Feira de Santana: vereador lamenta morte de comerciante e critica falta de investimento na segurança pública

Luiz Augusto de Jesus (Lulinha) lamenta morte de comerciante e critica falta de investimento na segurança pública.

Luiz Augusto de Jesus (Lulinha) lamenta morte de comerciante e critica falta de investimento na segurança pública.

Durante discurso na tribuna da Casa da Cidadania, nesta terça-feira (16/02/2016), o vereador Luiz Augusto de Jesus – Lulinha (PEN) citou o seu trabalho desenvolvido durante o período do recesso parlamentar e chamou a atenção para a onda crescente de violência em Feira de Santana.

“Estamos iniciando os trabalhos depois de um recesso, que para mim não foi recesso, para mim foi mais trabalho, porque não saí de Feira um dia, visitei minhas comunidades, os bairros onde eu tenho atuação política, os distritos onde tenho atuação política, atendendo em casa, no meu escritório, no bairro da Conceição”, afirmou Lulinha.

Em seguida, o edil lamentou o aumento da violência na cidade, enfatizando a morte de um comerciante após uma tentativa de assalto, no último sábado (13), na equipadora de veículos Perfect Car,  de sua propriedade, localizada na avenida Maria Quitéria.

“Gostaria de relatar alguns fatos que vêm acontecendo em Feira de Santana. Estava no distrito de Jaíba, quando cheguei por volta de 13h10, recebi a notícia do ex-administrador do distrito, Toinho, que é muito conhecido em Feira de Santana, dizendo que seu primo tinha acabado de ser assassinado em Feira de Santana. O irmão da vítima também foi baleado e está em estado grave no hospital Emec”, disse Lulinha, ressaltando que o comerciante era pai de uma criança de três meses, estava feliz e tinha acabado de passar em um vestibular para o curso de Engenharia Elétrica.

O vereador  citou ainda outro episódio em que jovens foram assaltadas próximo à residência dele, no bairro da Conceição. Na oportunidade,  Lulinha criticou o Governo do Estado, no que tange aos investimentos na segurança pública. “Os assaltos são constantes  no bairro da Conceição e nos demais  bairros e distritos de Feira de Santana. Mas o Estado não tem dinheiro para segurança pública, não tem dinheiro para a saúde, não tem, talvez,  para  a educação, mas tem dinheiro  para investir R$ 70 milhões no Carnaval de Salvador, mas tem R$ 1 milhão para dar à Mangueira, no  Carnaval do Rio de Janeiro”, criticou.

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br