Feira de Santana: vereador critica situação de abandono do Centro de Cultura Amélio Amorim

José Carneiro Rocha critica manutenção do CCAAm.

José Carneiro Rocha critica manutenção do CCAAm.

O vereador José Carneiro Rocha (PSL), em discurso proferido na Câmara Municipal, na manhã desta segunda-feira (22/02/2016), repercutiu matéria do site Acorda Cidade, publicada na semana passada, sob o título: “Serviço de limpeza está suspenso no Centro de Cultura Amélio Amorim”.

“Sem dúvida, quem acompanhou ou quem leio esta matéria viu algo estarrecedor. A matéria fala da situação de abandono do Governo do Estado para com esse patrimônio de Feira, o Centro de Cultura Amélio Amorim (CCAAm). Foi feito um vídeo pelo repórter Ney Silva onde a gente percebe o estado de abandono daquele centro cultural. Na verdade, o que o Governo do Estado está fazendo com aquele empreendimento é um ato criminoso”, disse.

José Carneiro acrescentou: “está em situação precária, onde aquele patrimônio cultural desta cidade de Feira de Santana, que já serviu e já atendeu a tantos e tantos eventos nesta cidade, inclusive já foi o Restaurante Carro de Boi, a Abobora, que era, sem dúvida, um ponto turístico desta cidade, está lá entregue, e o Governo do Estado não tem o mínimo de respeito pelo Centro de Cultura Amélio Amorim”, criticou o edil, salientando que é vergonhoso o estado em que se encontra o CCAA.

Em aparte, o vereador Edvaldo Lima (PP) disse que comunga com o discurso do colega José Carneiro. Todavia,  oposicionista fez questão de ressaltar que o Casarão Olhos D’água também está abandonado pelo Governo Municipal. “Então, os dois Governos estão precisando de alguns auxiliares para ajudar na administração do Município e do Estado”, avalia.

Novamente com o uso da palavra, o líder governista informou que o Casarão Olhos D’água passou por uma grande reforma no Governo José Ronaldo.

“Se está em estado também degradável, não tenho dúvida de que o Governo deve e tem que olhar com bons olhos para aquele patrimônio. Mas não se pode comparar, porque um erro não conserta o outro, não se pode é calar diante da omissão, Edvaldo, por parte do Governo do Estado no que diz respeito ao Centro de Cultura Amélio Amorim, aquele patrimônio não pode ficar no rol do esquecimento, ele é, sem dúvida, um patrimônio de Feira de Santana e do estado”, pontuou.

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br