Feira de Santana: Projeto Jam na Cuca apresenta Mou Brasil

Carta do projeto 'Jam na Cuca'.

Carta do projeto ‘Jam na Cuca’.

Tocar sem saber o que vem pela frente, improvisar, ou simplesmente “dar uma canja”. Esse é o significado do termo ‘jam’, que estará em evidência no Centro Universitário de Cultura e Arte (CUCA) entre os meses de março e maio através do projeto Jam na Cuca, uma realização do Ladobê Produções. A iniciativa levará música instrumental de qualidade ao público, com entrada gratuita, em dois domingos a cada mês. A estréia da edição deste ano será no dia 6 de março de 2016 (sábado), com uma ampla programação voltada ao jazz.

A banda base é formada por seis integrantes: Tito Pereira (piano), Gilmar Araújo (guitarra), Rogério Ferrer (acordeon), Anderson Silva (contrabaixo), Adson Junior (bateria) e Darlam Queiroz (trompete). O projeto foi iniciado em novembro de 2015, e este ano conta com apoio do governo do estado, através do edital Agitação Cultural, da Secretaria de Cultura da Bahia, contando com recursos do Fundo de Cultura da Bahia.

Nesta primeira edição, o músico Mou Brasil, referência no jazz nacional, será o convidado especial. Além da participação no show musical com a banda Jam, Mou ministrará o Workshop com o tema “Música e Consciência”, entre as 14h e 16h. Paralelo ao show, na arena externa do CUCA, que acontece a partir das 17h30, será realizada a Varal da Jam, uma pequena feira para a comercialização de produtos artesanais e gastronômicos de produtores locais. Saiba de mais informações acerca do projeto através da fanpage www.facebook.com/jamnacuca e do instagram @jamnacuca. Para demais informações envie um e-mail para jamnacuca@hotmail.com ou ligue para 75 98826-3129.

Workshop

Os interessados em participar do Workshop com o músico Mou Brasil deverão solicitar inscrição através do email jamnacuca@hotmail.com, informando: nome completo, número de RG, endereço, profissão (se instrumentista, indicar o instrumento) e número do telefone celular. As vagas são limitadas.

Mou Brasil

Guitarrista e compositor, Mou Brasil desenvolve trabalho instrumental ligado as raizes brasileiras e jazz. Tem 2 discos autorais lançados: Esperança (1992) e Farol (2013). Além desses, compôs e gravou o disco do grupo Bahia Black (2000) – que pretende lançar em breve em resgate dessa importante etapa de sua pesquisa musical.

É reconhecido pioneiro da música instrumental baseada em ritmos afro e contemporâneos. Participou de grupos que marcaram sua geração: Jazz Carmo Quinteto, Cozinha Baiana, Raposa Velha, Grupo Garagem e o próprio Bahia Black, que fundou e inaugurou uma nova fase de sua carreira solo.

Desde que começou a tocar, em 1976, a busca musical o levou aos EUA, Suiça, França, Portugal, Espanha, Argentina, México, Uruguai, Israel, Japão, Hong Kong, entre outros lugares – com apresentações e estudos.

Tocou com Nelson Veras, Jacques Morelenbaum, Bibi Ferreira, Leo Gandelman, Quarteto Villa Lobos, Orquestra Sinfônica da Bahia – OSBA, Orquestra Sinfônica Popular Brasileira (Camaçari). Acompanhou artistas como Caetano Veloso, Gal Costa, Virgínia Rodrigues, Tuzé Abreu e Paulo Moura. Gravou com João Donato e Steve Coleman. Oferece oficinas e aulas de harmonia e improvisação desde 1990 (Funceb, UFBA, Universidade Católica, CUCA, Núcleo Moderno de Música, Casa da Música, Conservatório Mozart e Universidade Livre de Música – ULM de SP).

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br