Feira de Santana é o único município que compra alimentos de agricultor familiar para programas sociais

Prefeitura de Feira de Santana informa que investe anualmente cerca de R$ 2 milhões.

Prefeitura de Feira de Santana informa que investe anualmente cerca de R$ 2 milhões.

Na Bahia, apenas o município de Feira de Santana adquire alimentos produzidos por agricultores familiares e que são destinados aos programas sociais desenvolvidos, como o CREAS, CRAS e Centro Pop, entre outros. O investimento anual é de aproximadamente R$ 2 milhões.

São comprados bolos, bolachas, biscoitos, sequilhos – será inserida polpa de frutas, cuja licitação está sendo preparada – que são destinados ao lanche dos servidores e, quando da realização dos eventos pelas instituições, dos seus participantes.

Os programas são desenvolvidos pela Secretaria de Desenvolvimento Social. O secretário Ildes Ferreira diz que ao comprar estes produtos, o município não apenas estimula a ocupação dos seus moradores e a geração de renda, mas fomenta o desenvolvimento da zona rural, estimulando suas produções.

“Grande parte dos recursos empregados nestas compras circula no comércio local, onde estes agricultores fazem suas compras. Isto é importante para o município porque contribui para a geração de empregos ou na manutenção deles”, afirmou o secretário Ildes Ferreira. “Estas famílias sabem que tem mercado para seus produtos”.

A compra não é feita diretamente dos produtores. Eles tem que se organizar em associações ou cooperativas, que deverão estar aptas frente às exigências dos órgãos de controle do Governo Federal, no tocante à documentação.

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br