Feira de Santana – CUCA: a Galeria de Exposições Temporárias Carlo Barbosa

Complexo de edificações do Cuca abrigam o Museu Regional de Arte, a Galeria de Arte Carlo Barbosa, o Teatro do Cuca, o Seminário de Música, e as Oficinas de Criação Artística.

Complexo de edificações do Cuca abrigam o Museu Regional de Arte, a Galeria de Arte Carlo Barbosa, o Teatro do Cuca, o Seminário de Música, e as Oficinas de Criação Artística.

Fachada da Galeria de Exposições Temporárias Carlo Barbosa.

Fachada da Galeria de Exposições Temporárias Carlo Barbosa.

A Galeria de Exposições Temporárias Carlo Barbosa é parte da estrutura do complexo cultural do Centro Universitário de Cultura e Arte da Universidade Estadual de Feira de Santana (CUCA – UEFS).

O complexo cultural do CUCA compreende o conjunto de prédios localizados na Rua Conselheiro Franco, nº 66, Bairro Centro, Feira de Santana.

As edificações do Cuca abrigam o Museu Regional de Arte de Feira de Santana (MRA), a Galeria de Arte Carlo Barbosa, o Teatro do Cuca, o Seminário de Música, e as Oficinas de Criação Artística.

A Galeria

Galeria de Exposições Temporárias Carlo Barbosa – inicialmente Sala Carlo Barbosa – foi constituída em abril de 1998 (Portaria 343/98). Ele se constitui em espaço para difusão cultural e de apoio e estímulo aos artistas, em especial aos talentos emergentes. Um dos destaques é a possibilidade de comercialização de obras de arte.

Criada em 1998, a galeria pertencente ao Centro Universitário de Cultura e Arte (CUCA) da Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS) recebe o nome do artista plástico feirense Carlo Barbosa (1945-1988), autor da célebre obra O flagelo de Lucas (1987), uma das mais expressivas composições do autor, que alcançou projeção nacional nas décadas de 70 e 80.

Destinada a exposições individuais e coletivas de artistas feirenses, baianos e de outras regiões do país, a Galeria de Arte Carlo Barbosa abre espaço tanto para artistas consagrados quanto para iniciantes, contribuindo para suprir a grande lacuna aberta pela falta de incentivo e de políticas públicas voltadas às artes plásticas em nosso município, ao inserir Feira de Santana nos circuitos comerciais de arte do país.

Além de promover exposições, a Galeria disponibiliza as obras para aquisição pelo público visitante e desenvolve um trabalho educativo junto aos usuários, com vistas à qualificação do mercado de arte local, regional e estadual.

O espaço, que não possui acervo próprio, é considerado compatível com as melhores galerias do Estado e dispõe de refrigeração climatizada e reserva técnica para guarda do acervo flutuante, o que a torna um local requisitado no meio artístico.

Entre os seus objetivos da galeria, destacam-se:

– Promover exposições de artistas regionais e estaduais;

– Promover exposições do acervo flutuante;

– Disponibilizar o acervo para aquisição pelo público visitante.

A Galeria de Arte Carlo Barbosa permanece aberta à visitação pública, de segunda a sexta-feira, em horário comercial.

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Carlos Augusto
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518), Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado da Bahia (SINJORBA), Associação Brasileira de Imprensa (ABI Nacional, Matrícula nº E-002907) e Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia).