Em vídeo, Papa Francisco pede para nos libertarmos da escravidão do consumismo

Papa Francisco: “Para que cuidemos da criação, recebida como dom gratuito, a cultivar e proteger para as gerações futuras.”.

Papa Francisco: “Para que cuidemos da criação, recebida como dom gratuito, a cultivar e proteger para as gerações futuras.”.

Cidade do Vaticano RV- O Papa divulgou sexta-feira (05/02/2016) o seu segundo vídeo dedicado às intenções mensais do Apostolado de Oração (AO), no qual pede a todos os homens e mulheres de boa vontade que cuidem da criação, recebida como dom gratuito que deve ser cultivado e protegido, para as gerações futuras.

Mudar estilo de economia

“Crentes e não crentes concordamos que a terra é herança comum, cujos frutos devem beneficiar a todos. Contudo, que acontece no mundo em que vivemos?”, questiona Francisco.

“A relação entre a pobreza e a fragilidade do planeta requer outro modo de lidar com a economia e o progresso, concebendo um novo estilo de vida”.

“Precisamos de uma mudança que nos una a todos; libertar-nos da escravidão do consumismo”, continua.

O pedido do Papa

Entremeado com imagens de crianças em uma praia poluída por resíduos, o Papa faz “um pedido especial”:

“Que cuidemos da criação, recebida como um dom que é preciso cultivar e proteger para as gerações futuras. Cuidar da casa comum”, sublinha Francisco.

Nova plataforma

’O Vídeo do Papa’ é uma nova plataforma lançada pela Rede Mundial de Oração do Papa – Apostolado da Oração (AO), da Companhia de Jesus. Por meio desta plataforma, o Papa apresentará mensalmente suas intenções de oração em um vídeo, também disponibilizado na rede social facebook, em www.facebook.com/ovideodopapa.

O Apostolado da Oração estima que no mundo mais de 30 milhões de pessoas façam parte da Rede Mundial de Oração do Papa, nas seguintes línguas: italiano, inglês, espanhol, francês, alemão, chinês, esloveno, árabe, holandês e português.

Baixe

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br