Conceição do Jacuípe: governador Rui Costa inaugura Residencial Vila Esperança; empreendimento foi erguido pela FCK Construções

Governador Rui Costa inaugura o Residencial Vila da Esperança, no município de Conceição do Jacuípe.

Governador Rui Costa inaugura o Residencial Vila da Esperança, no município de Conceição do Jacuípe.

Habitações do Residencial Vila Esperança, em Conceição do Jacuípe foram construídas pela empresa feirense FCK Construções e Incorporações.

Habitações do Residencial Vila Esperança, em Conceição do Jacuípe foram construídas pela empresa feirense FCK Construções e Incorporações.

Cerca de duas mil pessoas de Conceição do Jacuípe, no centro norte da Bahia, passaram a viver o sonho da casa própria, por meio do programa Minha Casa, Minha Vida, na tarde desta sexta-feira (26/02/2016). O dia tão especial chegou com a entrega do Residencial Vila Esperança, realizada pelo governador Rui Costa. O empreendimento foi construído pela empresa feirense FCK Construções e Incorporações. A empresa é dirigida pelo engenheiro Carlos Alberto Kruschewsky Filho.

Durante o ato inaugural, o governador Rui Costa afirmou: “esse é um momento especial na vida destas pessoas. Vai ficar guardado para sempre no coração delas. A moradia digna é direito do cidadão, e o Governo do Estado e o governo federal vão continuar trabalhando para garantir ainda mais a redução do déficit habitacional”.

A entrega permite que famílias como a de José Francisco Dias, 40 anos, poupem o dinheiro que era gasto com aluguel. Os imóveis custam R$ 57 mil cada e a menor prestação será de R$ 25 em um prazo de dez anos. “Morei de aluguel por muito tempo e quando a situação apertou, tive que passar a morar com minha esposa e meu filho na casa de meus pais. Hoje, graças a Deus, realizo a minha maior vontade, que é ter minha própria casa”, conta.

Como José Francisco perdeu o emprego de pedreiro recentemente, a esposa dele, Miriane Oliveira, 28, era responsável pelo pagamento do aluguel. Segundo a empregada doméstica, com a parcela de R$ 25, a família não terá problemas para honrar os compromissos. “Tínhamos uma despesa grande com aluguel há um tempo. E com meu marido sem trabalhar, meu salário estava sendo usado quase todo para isso. Agora, a gente tem condições de assumir nossa casa porque a prestação é acessível”.

Outras 489 famílias, com renda mensal de até dez salários mínimos, passaram a morar em um lugar com condições dignas. Com investimento de R$ 27,9 milhões, o Residencial Vila Esperança é composto por casas com sala de estar, dois quartos, cozinha, área de serviço e de circulação.

Na área externa, uma lavanderia também foi construída e painéis de energia solar instalados. O valor investido ainda possibilitou obras de infraestrutura urbana, como pavimentação, acessibilidade, iluminação, rede de água e drenagem de esgoto. As casas são financiadas por meio da Caixa Econômica Federal.

Educação e lazer

A lavradora Cristiane Teixeira de Almeida, 35, foi sorteada com a única unidade habitacional mobiliada. Com a economia em móveis, ela pretende investir na educação dos quatro filhos. “O dinheiro será usado para garantir um bom futuro para meus filhos. A educação é fundamental”,  afirma.

Os filhos de Cristiane também não vão precisar deixar o residencial para se divertirem. O empreendimento possui área de lazer, com duas quadras esportivas, dois parques infantis e quiosques de convivência. A infraestrutura completa será palco de brincadeira e diversão para a garotada.

Aos nove anos, Alan Dias já sabe como vai aproveitar o local, mas sem esquecer de pensar no futuro. “Vou jogar bola, brincar na escorregadeira, mas antes vou estudar. É importante estudar para poder brincar e ser alguém na vida”,  afirma o garoto.

Redução do déficit habitacional

A Bahia foi o estado nordestino que apresentou maior redução do déficit habitacional entre 2010 e 2014, segundo levantamento realizado pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp). Neste período, 115,6 mil famílias passaram a ter moradia.

A tendência é que esse índice aumente. Em 2016, o Governo da Bahia deve entregar 18.453 unidades habitacionais somente por meio do Minha Casa, Minha Vida. As residências serão inauguradas em Salvador, Camaçari, Candeias, Pojuca, Simões Filho, Jacobina, Lajedinho, Santo Estevão, Senhor do Bonfim, Feira de Santana, Itororó, Juazeiro e Santo Amaro.

Desde o ano passado até agora, mais de 22 mil unidades habitacionais já foram inauguradas no estado, beneficiando cerca de 90 mil pessoas.  Nas duas fases do programa foram contratadas 162.873 unidades habitacionais pelo governo baiano, das quais mais de 110 mil já foram inauguradas.

Confira imagens da inauguração

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br