Carnaval 2016 – Salvador: material reciclável coletado durante a festa é vendido para indústria

Catadores recolhem mais de 90 toneladas de resíduos sólidos do circuito do Carnaval.

Catadores recolhem mais de 90 toneladas de resíduos sólidos do circuito do Carnaval.

Mais de 90 toneladas de resíduos sólidos, entre alumínio, politereftalato de etileno (PET) e plástico, que foram coletados durante os dias de Carnaval, estão sendo encaminhadas para o reaproveitamento na indústria. Esse material foi recolhido por cerca de 1,5 mil catadores através dos programas ‘Ecofolia Solidária – O Trabalho Decente Preserva o Meio Ambiente’ e ‘Cata Bahia’, das secretarias do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (Justiça Social) e de Cultura (Secult).

Mesmo com quase uma semana depois do fim da festa, no galpão onde funciona a Cooperativa Camapet, no bairro de Massaranduba, o trabalho de separação dos materiais continua intenso nesta terça-feira (16/02/2016). A unidade é uma das diversas cooperativas beneficiadas com os projetos, que também ofereceram aos catadores avulsos a chance de se cadastrar e vender os materiais a preços justos.

Para a presidente da Camapet, Michele Almeida, receber apoio para trabalhar durante o Carnaval é uma forma de dar oportunidade, emprego e manter a renda de muitas pessoas, além de revelar uma valorização dos catadores. “Só temos que comemorar as melhores condições de trabalho quando recebemos os equipamentos de proteção individual, fardamento e alimentação. Além disso, é uma satisfação tirar das ruas tanto material que seria descartado como lixo se não fosse o trabalho dos catadores”, disse a presidente.

Em visita ao galpão do Camapet, na manhã desta terça (16), o secretário do Trabalho, Álvaro Gomes, destacou a importância do serviço prestado pelos catadores, principalmente em grandes eventos como o Carnaval. “São 90 toneladas de lixo retiradas do meio ambiente, material que gera renda e emprego para essas pessoas. Queremos, além de promover melhoria na qualidade de trabalho dessas pessoas, dar dignidade e valorizar esse serviço”, explicou o secretário.

Carnaval

As ações do Governo do Estado para o Carnaval resultaram num investimento de R$ 1,1 milhão na ‘Ecofolia Solidária’ e beneficiaram cerca de 1,5 mil catadores de resíduos sólidos, que receberam kits compostos por bota, meia, luva, camisa e calça, bem como alimentação, com três refeições diárias durante os sete dias de festa, e oferta de água.

Também foram montadas sete centrais – no Politeama, Ladeira da Montanha, Dois de Julho, Barra, Ondina, Pelourinho e Nordeste de Amaralina – para atendimento aos catadores, pesagem e armazenamento do material coletado durante a festa.

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br