Advogado do ex-presidente Lula, Roberto Teixeira emite nota de repúdio contra tentativas de atacar a honra e a imagem

Advogado critica atuação do jornal Estadão.

Advogado critica atuação do jornal Estadão.

O advogado do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Roberto Teixeira, emitiu, na quinta-feira (04/02/2016), nota de repúdio contra reportagem de Adriano Ceolin, publicada pelo Estadão.

 Confira o teor da ‘Nota de repúdio’

Repudio publicamente o claro movimento que busca atacar minha honra e imagem e qualificar como espúrias ações que cercam a relação de amizade que mantenho com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, bem como minha atuação profissional na condição de seu advogado. No presente, o ataque se centra em questões formuladas pelo repórter Adriano Ceolin, do jornal “O Estado de São Paulo” – hoje a mim enviadas –, que decidi tornar públicas pelo inaceitável nível de afrontamento:

1.    Empréstimo de uma casa ao ex-presidente Lula, entre 1989 e 1998:

O imóvel em questão é de minha propriedade e, nessa condição, poderia e posso livremente dispor para a finalidade que desejar. À época, é preciso registrar que proprietários de imóveis enfrentavam inúmeros problemas com a retomada de unidades locadas – tema ao qual a mídia dedicou amplo espaço –, de forma que o empréstimo foi o caminho juridicamente mais seguro até que houvesse a venda almejada;

2.    Intermediação da compra de três imóveis em São Bernardo do Campo para o ex-presidente:

Nunca houve tal intermediação. Desde o início da década de 80, atuo como advogado do ex-presidente e foi nesta condição que o orientei na aquisição dos referidos imóveis;

3.    Negócios envolveriam empresas em situação falimentar, como a Dalmiro Lorenzoni e a FGS Engenharia e Construções:

Não houve nenhum problema jurídico na aquisição dos imóveis mediante minha assessoria jurídica;

4.    Sócios da FGS Engenharia e Construções alegam ter sido por mim enganados, bem como me acusam de repassar imóveis da referida empresa para meus familiares:

O sócio Cesário Gebram Soubhie retratou-se em 1º/08/2014, após tomar conhecimento dos fundamentos apresentados nos autos da Ação Revocatória – Processo nº 0327173-05.2009.8.26.0100 – 2ª. Vara de Falências e Recuperação Judicial de São Paulo (petição de fls. 1.681/1.688), o que invalida as demais ilações;

Torno igualmente pública a informação que existe queixa-crime promovida pelo ex-presidente contra o referido repórter – processo nº 0026745 23.2015.8.07.0001 – 4ª. Vara Criminal do Distrito Federal, que também subscrevo como um dos advogados.

Roberto Teixeira

Baixe

Petição de retratação de Cesário Gebram Soubihe

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br