‘Vozes do desejo’ celebra 60 anos da escola de teatro da UFBA

Cena do espetáculo 'Vozes do Desejo'.

Cena do espetáculo ‘Vozes do Desejo’.

Espetáculo é uma das ações realizadas pela Escola de Teatro da UFBA para celebrar a data e homenageia também o ex-aluno, professor, dramaturgo, diretor teatral e ex-diretor da Escola de Teatro, Deolindo Checcucci, um verdadeiro “filho da casa”, que tem quatro décadas de uma bem sucedida carreira teatral.

Em celebração aos 60 anos da Escola de Teatro da Universidade Federal da Bahia e em homenagem ao ex-aluno,professor, dramaturgo, diretor teatral e ex-diretor da Escola, Deolindo Checcucci,  a Cia de Teatro da Escola de Teatro da UBFA encena, com convidados, o espetáculo “Vozes do Desejo”, uma colagem de textos de Deolindo Checcucci, que estreia nesta quinta-feira, 21.01, às 20h e depois seguirá em temporada até 31 de janeiro de 2016, de quinta a sábado, às 20h e domingo às 19h.

“Vozes do Desejo”, que tem direção de Hebe Alves e direção musical de Luciano Salvador Bahia, é um espetáculo musical que reúne trechos de nove peças de Deolindo, lançadas pela EDUFBA, em 2012, na Coleção do Teatro Baiano, em três volumes intitulados “Peças de Amor e Ódio”, “Protagonistas Nordestinos” e “Musicais Infanto-juvenis”. O espetáculo aborda temas que vão da violência urbana ao 2 de Julho, tratando também da trajetória de notáveis personagens da história e do imaginário do povo da Bahia e do Nordeste.

“Misererenóbis” (inédito), “Curra”, “Um Corte no Desejo” e “Ciúme de Você” apresentam o movimento do desejo em meio ao caos da vida urbana e “Raul Seixas”, “Irmã Dulce”, “A Mulher de Roxo”, “O Voo da Asa Branca” e“Quitéria” formam o quadro de referências das figuras baianas e nordestinas que se destacaram por sua obra ou grandiosidade de seu gesto em prol da coletividade. Costurando as cenas, temas musicais instrumentais compostos para o espetáculo por Luciano Salvador Bahia. Durante as cenas, além das músicas e Luiz Gonzaga e Raul Seixas, sucessos das décadas de 70 e 80 que evocam um clima meio marginal, underground, através das composições de Walter Franco e Cazuza.

Elenco – Em cena, várias gerações de atores, que se revezam interpretando cerca de 100 personagens. Alunos da Escola de Teatro, alguns no início do curso, e  estudantes da UFBA da Escola de Música e da Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas foram selecionados em uma audição e irão tocar ao vivo em cena e atuar. Como convidados, jovens  atores que já estão atuando profissionalmente, atores consagrados, como Edlo Mendes,Joana Schinitman, Selma Santos e Vitório Emanuel, e os aclamados veteranos que escreveram ao longo das décadas a história do teatro baiano e são dois ex-alunos da Escola, integrando a primeira turma do curso de teatro há 60 anos: Mário Gadelha e Sônia Robatto.

Publicidade

Compartilhe e Comente

Facebook do JGB

Publicações relacionadas

+ Publicações >>>>>>>>>

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br