Secretário-geral da ONU saúda suspensão das sanções econômicas ao Irã

No centro, chefe da Aiea, Yukiya Amano.

No centro, chefe da Aiea, Yukiya Amano.

Secretário-geral da ONU comemora a libertação de prisioneiros americanos e iranianos; após cumprimento de acordo, chefe da Aiea deve chegar este domingo ao Irã; aparelho irá monitorar enriquecimento de urânio no país.

O secretário-geral das Nações Unidas divulgou um comunicado saudando a libertação de americanos que estavam detidos no Irã, incluindo o jornalista do Washington Post, Jason Rezaian.

Ban Ki-moon nota que os Estados Unidos concordaram em libertar vários iranianos. O chefe da ONU também comemorou a suspensão das sanções econômicas ao Irã, fato considerado por ele um marco.

Cooperação

Ele espera que as medidas anunciadas neste sábado ajudem a aumentar a cooperação em outras questões internacionais e regionais. Ban destaca a necessidade de todos na região utilizarem o diálogo e meios pacíficos para tornar o mundo um lugar mais seguro.

O chefe da ONU também comemorou o cumprimento da implementação do acordo nuclear firmado em julho entre o Irã e o grupo de países conhecido como E3+3 (Alemanha, China, Estados Unidos, França, Grã-Bretanha e Rússia).

Nova Fase

O Irã havia prometido não buscar, sob nenhuma circunstância, desenvolver ou adquirir armas nucleares. Em contrapartida, os países-membros do Conselho de Segurança mais a Alemanha garantiram que as sanções econômicas impostas ao país seriam suspensas.

A confirmação de que o Irã havia cumprido o combinado foi feita pelo diretor-geral da Agência Internacional de Energia Atômica, Aiea. Yukiya Amano destacou que as relações entre a agência e o país “entram em uma nova fase”, num dia considerado por ele como “importante para a comunidade internacional”.

O chefe da Aiea viaja para a capital iraniana, Teerã, neste domingo, onde vai discutir com o presidente Hassan Rouhani o monitoramento das atividades nucleares do país.

A agência divulgou neste sábado os detalhes do aparelho criado para fazer o trabalho. A caixa de detecção vai medir a quantidade de urânio que o país está enriquecendo, que conforme o acordo, deve ter o limite de 3,67%

*Com informação da Rádio ONU em Nova York.

Outras publicações

Lula firma abaixo-assinado da ONU contra fome no mundo Lula firma abaixo-assinado da ONU contra fome no mundo. Em cerimônia no Palácio do Itamaraty, nesta quarta-feira, presidente se uniu a mais de 423 m...
Prêmio para voluntária online brasileira Dois projetos com participação de brasileiras estão entre os vencedores do Prêmio Voluntariado Online 2009 concedido pelo Programa de Voluntariado das...
Aiea: uso de energia nuclear pode minimizar mudança climática Tema é discutido em conferência promovida pela agência em Viena; representantes de 54 países e quatro grandes organizações internacionais participam d...

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br