Reportagem da Revista Veja destaca Feira de Santana como a 7º cidade mais violenta do país; informação apresenta erro estatístico grosseiro

Dados sobre violência em Feira de Santana, apresentados pela Revista Veja, são inverídicos.

Dados sobre violência em Feira de Santana, apresentados pela Revista Veja, são inverídicos.

Reprodução da reportagem da revista Veja com o título ‘Brasil tem 21 cidades entre as 50 mais violentas do mundo’.

Reprodução da reportagem da revista Veja com o título ‘Brasil tem 21 cidades entre as 50 mais violentas do mundo’.

Reportagem publicada pela revista Veja, na quinta-feira (28/01/2016) com o título ‘Brasil tem 21 cidades entre as 50 mais violentas do mundo’, aborda índice de violência em municípios ao redor do mundo. A reportagem é baseada em dados divulgados pela ONG Conselho Cidadão para a Seguridade Social Pública e Justiça Penal, do México.

O ranking da ONG se baseia apenas em localidades com mais de 300.000 habitantes e não inclui países que passam por conflitos, como a Síria. A ONG calcula a taxa de homicídios dolosos a cada 100.000 habitantes.

Violência no Brasil

Segundo os dados da ONG, das cinquenta cidades mais violentas do mundo, 21 estão no Brasil. Em 2015, o Brasil tinha dezenove cidades listadas: Belo Horizonte (MG) deixou o preocupante ranking e deu lugar a Campo dos Goytacazes (RJ). Enquanto, Vitória da Conquista e Feira de Santana, ambas localizadas no Estado da Bahia, entraram para a lista em 2016.

Violência em Feira de Santana

Ao analisar as informações sobre Feira de Santana, apresentados na matéria da revista Veja, baseada nos dados da ONG Conselho Cidadão, que aponta o município com o 7º mais violento do Brasil e como um dos mais violentos do mundo, observa-se que são atribuídos os seguintes números estatísticos:

– Número de habitantes: 2,402,437

– Número de mortes em 2015: 1,101

– Taxa de homicídio: 45,83

Observa-se que os dados estatísticos apresentados pela revista Veja diferem dos dados estatísticos oficiais sobre Feira de Santana. Conforme listados a seguir:

– Número de habitantes: 617.528 (IBGE, 2015)

– Taxa de homicídio: de janeiro a setembro de 2015 ocorreram 199 mortes violentas (SSP/BA). Por média estatística infere-se que em 2015 ocorreram 265,33 mortes violentas (categoria homicídio doloso)

– Taxa de homicídio: 42,96 mortes a cada 100 mil habitantes.

Conclusão

Ao analisar os dados apresentados pela revista Veja e confrontá-los com dados estatísticos oficiais, infere-se que os erros sobre o perfil populacional e o número de homicídios dolosos em Feira de Santana conduziram a produção de reportagem inverídica.

Por fim, observa-se que a posição de Feira de Santana no mapa da violência no país e no mundo, não é o apresentado pela ONG Conselho Cidadão e pela revista Veja.

Baixe

Relatório da SSP Bahia sobre os principais delitos por município de 1º de janeiro a 30 de setembro de 2015

Relatório – Mapa da Violência 2015 no Brasil de autoria de Julio Jacobo Waiselfisz, publicado pela Flasco Brasil

*Dados estatísticos analisados pelo cientista social Carlos Augusto.

Sobre o autor

Carlos Augusto
Carlos Augusto Oliveira da Silva (Carlos Augusto) é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) e Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF). Atua como jornalista e cientista social. Telefone: (75)98242-8000 | E-mail: diretor@jornalgrandebahia.com.br.