Nova agenda de desenvolvimento da ONU pretende guiar ações dos países para os próximos 15 anos

Infográfico com Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.

Infográfico com Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.

Decisão histórica tomada por 193 países entra oficialmente em vigor em 1º de janeiro; para o secretário-geral, os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável são um “contrato social entre os líderes mundiais e a população”.

O ano novo marca o lançamento oficial da “ousada e transformadora” Agenda 2030 de Desenvolvimento Sustentável, adotada por líderes mundiais em setembro, na sede da ONU em Nova York.

A nova Agenda pede aos países que comecem ações para alcançar os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, ODS, nos próximos 15 anos.

Modelo para o Sucesso

Para o secretário-geral, Ban Ki-moon, os 17 ODS são a “visão compartilhada de humanidade e um contrato social entre os líderes mundiais e a população”.

O chefe da ONU disse ainda que os objetivos são “uma lista do que fazer para as pessoas e o planeta e um modelo para o sucesso”.

Unanimidade

Os ODS foram adotados por unanimidade pelos 193 Estados-membros das Nações Unidas durante a Cúpula sobre o Desenvolvimento Sustentável, em setembro.

O documento aborda as necessidades das pessoas tanto em países desenvolvidos como em desenvolvimento, enfatizando que ninguém deve ser deixado para trás.

Três Dimensões

Ampla e ambiciosa em escopo, a nova Agenda aborda as três dimensões do desenvolvimento sustentável: social, econômico e ambiental, assim como aspectos importantes relacionados à paz, à justiça e a instituições eficazes.

A mobilização dos meios de implementação, incluindo recursos financeiros, desenvolvimento tecnológico e capacitação, assim como o papel das parcerias, são reconhecidos como fundamentais.

Mudança Climática

A Confêrencia das Nações Unidas sobre Mudança Climática, COP21, foi vista por muitos como o primeiro teste de vontade política para a implementação da nova Agenda.

Segundo o secretário-geral, “o acordo de Paris é um triunfo para as pessoas, para o planeta e para o multilateralismo”.

Ban destacou que “pela primeira vez, cada país no mundo prometeu reduzir suas emissões, fortalecer a resiliência e agir nacional e internacionalmente para abordar a mudança climática “.

Contribuição de Todos

Para o chefe da ONU, “tornar esta visão uma realidade é principalmente responsabilidade dos países, mas também requer novas parcerias e solidariedade internacional. Todos têm uma contribuição a fazer”.

Avaliações de progresso terão de ser feitas regularmente em cada país, envolvendo a sociedade civil, empresários e representantes de diversos grupos.

Avaliação

Os 17 ODS e suas 169 metas serão monitorados e avaliados usando um conjunto de indicadores globais que serão compilados em um relatório de progresso anual.

O Fórum Político de Alto Nível sobre Desenvolvimento Sustentável vai se reunir anualmente nas Nações Unidas e avaliar os avanços em nível global, identificando lacunas e questões emergentes e recomendando ação corretiva.

*Com informações de Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova York.

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br